AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Quadrilha que criava perfis falsos para aplicar golpes é presa no Sul de Minas



Depois que uma mulher de 27 anos foi alvo de um golpe ao vender na internet equipamentos de seu comércio, com o objetivo de custear o tratamento de saúde de sua filha, a Polícia Civil iniciou uma investigação que culminou com a prisão de uma quadrilha que criava perfis falsos nas redes sociais para fazer suas vítimas. Os cinco suspeitos foram presos na última quinta-feira (16) em Pouso Alegre, no Sul de Minas, mas o caso só foi divulgado nesta segunda-feira (20). 

Segundo a instituição policial, os presos tem idades que vão de 29 a 39 anos e foram localizados no imóvel de um casal suspeito de liderar as ações, no bairro Jardim Redentor, na cidade mineira. As prisões aconteceram no momento em que os suspeitos faziam mais uma vítima. Os detidos responderão por estelionato, associação criminosa e lavagem de dinheiro. 

"De acordo com os levantamentos, por meio de perfis falsos em redes sociais, os suspeitos compravam mercadorias anunciadas, utilizando cheques e dados falsos de empresas. As investigações começaram quando uma das vítimas, de 27 anos, vendeu equipamento do comércio dela para custear tratamento de saúde da filha, quando teve, então, o cheque de pagamento dos produtos vendidos devolvido por fraude", detalhou a Polícia Civil por nota. 

Com o grupo foram apreendidos diversos produtos de crime, sendo apreendidos dois veículos, duas motocicletas, quatro freezers, um computador, prataleiras e outros equipamentos comerciais, como bobinas de impressora e quase 200 quilos de alho. Também foram localizados papelotes de cocaína, celulares e uma nota falsa. 

Ainda conforme a instituição, as investigações continuam para tentar identificar outros envolvidos no esquema e, também, para localizar equipamentos industriais e agrícolas que foram furtados pela quadrilha.


Fonte: O Tempo




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.