AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Reviravolta nas informações do caso da criança baleada na cabeça

Delegado Rafael Gomes: "A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar o caso. O pai das crianças, não tem porte de arma e segue foragido"


O que antes foi falado à polícia, que a arma caiu e disparou e acertou um tiro na cabeça de uma criança de 7 anos, em São Sebastião do Paraíso (clique aqui para ler a notícia anterior sobre o caso), tem agora outra versão dada pela mãe do menino. Segundo ela, o irmão de 11 anos encontrou a arma e estava brincando quando o tiro disparou acidentalmente.

A mãe contou à polícia que a arma era do marido, que é o pai das crianças e não padrasto, como havia sido noticiado antes. Ainda de acordo com ela, o marido fugiu após o ocorrido e levou a arma. A polícia informou que ele não tem registro ou posse de arma em seu nome.

A Polícia Civil abriu um inquérito e o homem deverá ser investigado por dois crimes: posse ilegal de arma de fogo e omissão de cautela, por ter deixado a arma ao alcance das crianças. Durante as investigações, a Polícia Civil também encontrou um mandado de prisão aberto expedido pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte contra ele, o mandado é de um processo de estelionato, que, segundo a PC, não tem ligação alguma com os fatos ocorridos em São Sebastião do Paraíso. O homem está foragido.

O menino passou por uma cirurgia de emergência e está sedado e entubado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) pediátrica da Santa Casa de São Sebastião do Paraíso.


Fonte: Jornal de Lavras




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.