AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Sem dois zagueiros, Cruzeiro pode mudar esquema diante do Operário


foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro


O Cruzeiro terá duas baixas importantes na partida contra o Operário, nesta sexta-feira (3), às 21h30, no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, no Paraná, pela 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Geovane Jesus e Oliveira receberam o terceiro cartão amarelo contra o Criciúma e terão de cumprir suspensão. Os desfalques poderão forçar o técnico Paulo Pezzolano a mudar o esquema. 

O time teve 100% de aproveitamento nos últimos sete jogos (seis pela Série B e um pela Copa do Brasil) - período em que passou a jogar com três zagueiros. Com a solidez do trio titular formado por Zé Ivaldo, Lucas Oliveira e Eduardo Brock, o Cruzeiro não sofreu gols e arrancou para assumir a liderança da competição nacional. 

No embate com o Criciúma, Pezzolano não pôde contar com Zé Ivaldo, que cumpriu suspensão. Sem ele, o treinador havia dado indícios de que poderia modificar o sistema de jogo da Raposa do 3-4-3 para o 4-3-3, mas isso não aconteceu. 

O técnico escalou a Raposa com o lateral-direito Geovane Jesus na vaga de Zé Ivaldo e manteve a formação que vem dando certo.

 

Cenário e opções de Pezzolano

 
No entanto, para a partida contra o Operário, a escassez de peças para a defesa torna a manutenção do esquema com três zagueiros difícil. Substituto natural na zaga, Wagner Leonardo ainda se recupera de estiramento no músculo anterior da coxa direita. Matheus Silva, por sua vez, não tem sido relacionado.

Uma opção seria a estreia de Pedrão entre os profissionais, de forma a manter o trio com Zé Ivaldo e Brock. O jovem de 18 anos foi relacionado pela primeira vez no último duelo do Cruzeiro, mas foi opção no banco de reservas.

Outra alternativa de Pezzolano seria deslocar um volante para exercer essa função na defesa. No entanto, é pouco provável. 

Caso o treinador celeste opte por manter a formação atual, o Cruzeiro terá Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Pedrão e Eduardo Brock; Waguininho, Willian Oliveira, Neto Moura e Rafael Santos; Fernando Canesin, Jajá e Edu (Rafa Silva). 

Se Pezzolano aderir ao 4-3-3, a provável escalação do time celeste terá Rafael Cabral; Léo Pais, Zé Ivaldo, Eduardo Brock e Rafael Santos; Willian Oliveira, Neto Moura e Fernando Canesin; Waguininho, Jajá e Edu (Rafa Silva).
 
Invicto há sete rodadas (seis vitórias e um empate), o clube mineiro lidera a competição nacional, com 22 pontos - cinco de vantagem para o Vasco, vice-líder. O Operário, adversário nesta rodada, é o 7º, com 12. 

Cruzeiro no esquema de três zagueiros


  • Cruzeiro 1 x 0 Londrina - Série B
  • Chapecoense 0 x 2 Cruzeiro  - Série B
  • Cruzeiro 1 x 0 Grêmio - Série B
  • Cruzeiro 1 x 0 Remo (5x4 nos pênaltis) - Copa do Brasil
  • Náutico 0 x 1 Cruzeiro - Série B
  • Cruzeiro 2 x 0 Sampaio Corrêa - Série B
  • Criciúma 0 x 1 Cruzeiro - Série B


Super Esportes

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.