AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Cidades do Sul de Minas estão entre as que mais tiveram registros de trabalho análogo à escravidão; veja quais são

Foto: Ascom / Ministério Público do Trabalho


Dados do Ministério do Trabalho revelam que quatro cidades do Sul de Minas estão entre as que mais tiveram registros de trabalhadores sendo submetidos a condições análogas à escravidão no ano passado. 

Ilicínea é a cidade que registrou mais infrações do tipo: 41. Cabo Verde aparece na sequência com 37. Campestre registrou 31 infrações e São Sebastião do Paraíso 28. 

Ao todo, o Ministério do Trabalho registrou 137 ocorrências no ano passado no Sul de Minas. Em todo o estado, em 2021, foram 770 trabalhadores encontrados pela inspeção do trabalho em condições análogas a de escravos. 

Já os dados deste ano, de 2022, levantados de janeiro a maio, apontam que em Minas Gerais já foram 368 trabalhadores encontrados pela Inspeção do Trabalho em condições análogas à escravidão. 

As denúncias de trabalho análogo à escravidão podem ser feitas pelo site www.denuncia.sit.trabalho.gov.br de maneira anônima. Além disso, quem suspeitar ou constatar esse tipo de crime também pode acionar a polícia.


G1


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.