AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Vereadores aprovam projeto que obriga plantação de árvores a quem colocar fogo em lotes de Pouso Alegre



A Câmara Municipal aprovou um projeto de lei que prevê que quem for pego colocando fogo em lotes, em Pouso Alegre, tenha que fazer uma compensação ambiental com plantação de árvores no local. Os vereadores também aprovaram, em 2º turno, o documento que proíbe nomeação de quem cometeu crimes de violência.

De acordo com o projeto, quem colocar fogo em terrenos será obrigado a plantar uma muda de árvore a cada quatro metros quadrados do terreno. Essa compensação dobra se a área queimada for de proteção ambiental.

A prefeitura tem 20 dias para analisar o projeto de lei e fazer a sanção. Caso a lei seja sancionada, ela passa a integrar o código de posturas do município, que já prevê multa de R$ 3.450. O projeto é de autoria do vereador Bruno Dias (União Brasil).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, entre janeiro deste ano até o dia 11 de julho, foram registradas 75 queimadas em Pouso Alegre.

Proibição de nomeação

O projeto de lei que proíbe a nomeação para alguns cargos públicos de quem for condenado por praticar crimes de violência foi aprovado em 2º turno pela Câmara Municipal em Pouso Alegre. O documento prevê que cidadãos que cometeram estes tipos de atos contra crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência não possam ser nomeados.

Conforme o projeto, fica proibida a nomeação para cargos em comissão ou função gratificada no âmbito dos poderes Executivo, Legislativo e autarquias de quem for condenado em decisão transitada em julgado por praticar este tipo de crime.

O projeto havia sido aprovado em primeiro turno na semana passada. Agora, com a aprovação definitiva, o documento foi destinado para a prefeitura, para que seja sancionado. Conforme a assessoria da administração municipal, há a expectativa de que a sanção ocorre ainda esta semana. Com isso, o projeto passa a valer como lei.

Pouso Alegre já tem em vigor uma lei que proíbe contratações na esfera pública para pessoas condenadas por crimes contra a administração pública, contra a fé pública, tráfico de entorpecentes e contra a vida. Agora a cidade ganha uma nova lei.


G1 

Foto: Chiarini Jr. / g1



 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.