AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Agosto, mês historicamente mais seco, acende alerta para doenças respiratórias

Foto: Pixabay/divulgação


O mês de agosto é historicamente conhecido como o período mais seco do ano em Belo Horizonte. Neste mês raramente chove e a umidade relativa do ar fica bem baixa em torno de 20% a 30%, índices que são considerados críticos para saúde já que estão muito abaixo do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que estipula umidades relativas do ar acima de 60% como ideias.

Com o clima tão seco, nesta época é que surgem a maioria dos problemas respiratórios e levam muitas pessoas aos hospitais. Em Belo Horizonte somente até julho deste ano foram 458.281 atendimentos por doenças respiratórias nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e nos centros de saúde da cidade.  “É comum as pessoas sentirem desconforto ficar com a pele e os lábios mais ressecados, o nariz pode sangrar, já que a mucosa fica mais ressecada”, explica o pneumologista Marcelo de Fuccio. 

Segundo o médico, as crianças e os idosos ainda correm mais riscos, já que têm uma tendência de desidratação neste período. O pneumologista alerta que mesmo o clima não estando tão quente e mais ameno, há o risco de desidratação por causa da secura e também por que muitas vezes as pessoas esquecem de beber água por não estar tão calor. 

As pessoas que têm doenças respiratórios também sofrem mais neste tempo seco. “Pensando na asma, por exemplo, que é uma doença bem frequente, boa parte dos asmáticos tendem a entrar em crise com o ar seco e o ar frio, por que isso desidrata a via aérea do paciente e gera mais inflamação no brônquio causando a crise asmática. O asmático pode estar mais vulnerável a entrar em crise nesta época seca. Além disso, neste período tem mais poeira, tem mais pólen, os fatores de alergia também podem causar mais crises em quem tem asma”, explicou o especialista.

A professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pediatra Laís Nicoliello  ressalta que neste período também temos muita poeira no ar, o que aumenta o risco de alergias. “Agora em setembro também começa a questão de pólen e isso tudo favorece doenças alérgicas, principalmente a rinite e paciente que sofrem dessa doença começam a ter quadros mais exarcebados de rinite”, concluiu. 

No mês de agosto no ano passado, foram registrados nas UPAs de Belo Horizonte 9.856 atendimentos de pessoas com problemas respiratórios, já nos centros de saúde foram 25.602 atendimentos. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde. 

O que fazer para amenizar os problemas de saúde no tempo seco?

A professora Laís orienta que neste período é muito importante manter as vias aéreas umidificada. “Podemos fazer isso lavando bastante o nariz com soro fisiológico e promovendo o aumento da umidade no ambiente colocando uma bacia com água na cabeceira da cama ou uma toalha molhada. O umidificador se for usado por muito tempo costuma dar mofo. Então o ideal é que ele fique ligado por no máximo 2h”, enfatiza.  Os especialistas ressaltam que é preciso ter muito cuidado com umidificadores. É importante que eles estejam sempre muito bem limpos e com a manutenção em dia por causa do perigo de mofo, sujeiras e aumentar as alergias. 

“Evitar locais que têm poeira, mofo  e se o quarto estiver seco é ideal umidificar o ar. Beber água regularmente e se manter hidrato é essencial. Um jeito muito prático de ver se você está adequadamente hidratado é observar a cor da sua urina. A cor correta da urina é estar transparente, se ela estiver ligeiramente amarelada você já está precisando de beber mais água”, complenta Fuccio.

Veja recomendações da Defesa Civil de Belo Horizonte  e de especialista para cuidados durante o tempo seco:

- Hidrate-se durante o dia

- Prefira alimentos leves e frescos, como saladas, frutas, carnes grelhada

- Evite frituras

- Durma em local arejado e umedecido por aparelhos umidificadores, ou ainda coloque uma bacia com água ou uma toalha molhada 

- Evite atividades físicas ao ar livre e exposição ao sol entre as 10 e 17 horas

- Evite banhos com água muito quente, para não potencializar o ressecamento da pele, se necessário use hidratante 

- Em caso de problemas respiratórios procure um especialista

- Lavar o nariz com soro fisiológico 

- Evite locais com muita poeira ou mofo 

- Em caso de incêndio em mata ou floresta, avise imediatamente, ao Corpo de Bombeiros (193), Defesa Civil (199) ou Polícia Militar (190).

E quando vai voltar a chover?

Historicamente nos meses de agosto e setembro não costuma chover de forma significativa. As chuvas só voltam com mais força na capital mineira no mês de outubro, que é quando o tempo seco começa a melhorar. 

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inemt), a última vez que choveu de forma significativa em Belo Horizonte foi no dia 17 de maio.  Quando foram registrados 5 milímetros. No último sábado (30) até choveu na capital em alguns, mas o índice pluviométrico não foi suficiente nem mesmo para ser registrado pelo Inmet. 

A cidade está sob alerta de tempo seco até a próxima terça-feira (9), quando, de acordo com a Defesa Civil da cidade, a umidade relativa do ar deve ficar abaixo de 30% até lá. 


O Tempo


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.