AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

"Boca e braços amarrados"; mulher que achou corpo de menina conta o que viu

(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)


As dúvidas que envolvem a morte da menina Bárbara Vitória, de 10 anos, ainda não foram esclarecidas. Entre os que conheciam a criança, o sentimento é de revolta. Na manhã desta quarta-feira (3/8) o corpo da pequena garota é velado em uma funerária localizada no Bairro Lagoinha, na Região Noroeste de Belo Horizonte. 

Kate Botelho, de 27 anos, foi quem achou Bárbara na manhã dessa terça (2/8), em um campo de futebol de Ribeirão das Neves. Ela afirma conhecer a menina desde os dois anos de idade, e acredita que ela não sairia com uma pessoa caso ela fosse estranha. 

“Até onde eu sei, o suspeito foi na sexta-feira na casa dela. E a amiga da família que estava lá percebeu que ele estava olhando para a Bárbara com um olhar meio estranho. E depois disso ele foi embora. Ela não ia com ninguém, só quem achava que é amigo dos pais”, disse, considerando que há provas suficientes para a prisão do suspeito. 

“Todo mundo está revoltado. Acham que isso é uma brincadeira? É uma criança de 10 anos”, afirmou. 

Kate contou, ainda, como encontrou o corpo de Bárbara. “Fui dar uma volta no meio do mato e vi o corpo. Eu a vi em uma situação que não estava bonita, a cabeça não para de pensar. Ela estava sem a calça, com a blusa do Galo, com sangue nas partes genitais e com a boca e os braços amarrados. E eu nem lembro se o olho estava aberto ou fechado, de tanto desespero que eu estava”, concluiu. 

“O meu coração está sangrando” 


Ainda de acordo com a amiga da família, que é estudante de Psicologia, alguém “não humano” a enviou para o encontro do corpo. 

“O exu zureta me disse que poderia ficar despreocupada que ia achar o corpo amanhã cedo. Mas não achei que eu acharia, não que ela tocaria em mim para achá-la. Fui para saber onde ela falava, quando cheguei e pedi para me indicar onde estava a menina”, finalizou. 

Quem era Bárbara?

 

Bárbara estudava na Escola Municipal Armando Ziller, bem próximo á casa dela. Era a irmã do meio de quatro no total e, segundo vizinhos, era quem ajudava a mãe a tomar conta dos mais novos. 

Nessa terça,o corpo dela foi encontrado com sinais de violência e enforcamento. A garota estava com uma camisa do Atlético, a mesma que usava quando desapareceu, mas sem as roupas de baixo. 

Bárbara Vitória está sendo velada desde às 7h na Funerária Dom Bosco. A cerimônia deve seguir até por volta das 14h, quando o corpo deve ser encaminhado para sepultamento no Cemitério Bosque da Esperança, às 15h.


EM



 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.