AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Dona de agência de viagens é presa após golpe estimado em mais de R$ 160 mil no Sul de Minas



A Polícia Civil de Poços de Caldas com o apoio operacional da Polícia Civil do Espírito Santo prendeu nesta terça-feira, 2, a proprietária da empresa GET Turismo, investigada em mais de 20 inquéritos de estelionato gerando prejuízo financeiro estimado em mais de R$ 160 mil.

A autora era proprietária de uma empresa de turismo na cidade de Poços de Caldas e vendia o serviço de regularização de vistos e passaportes e pacotes de viagens nacionais e internacionais intitulando-se vinculada a empresa CVC.

Ao jornalismo da Onda Poços, uma das vítimas disse que iria fazer uma viagem para Cancún com o marido e a filha, e acabou levando prejuízo foi de R$18.000.

No início do mês de maio deste ano, os clientes compareceram na agência para regularização das viagens e notaram que a agência se encontrava fechada, não sendo possível nem mesmo o contato telefônico com a proprietária da agência.

Diante da suspeita, as vítimas entraram em contato diretamente com as empresas de viagem (áreas e turismo) e tomaram conhecimento de que não haviam sido emitidas passagens em seus nomes ou em alguns casos só havia sido realizada a reserva sem pagamento, apesar das vítimas terem efetuado o pagamento para a empresa GET Turismo.

Assim, as vítimas procuraram a delegacia para o registro da ocorrência dando início a presente investigação totalizando 20 inquéritos. No decorrer das investigações foram instaurados 20 inquéritos policiais para apurar os crimes de estelionato, furto mediante fraude e eventual falsificação de documento particular.

Também foi levantado pelas investigações que a suspeita não foi mais localizada a partir do dia 4 de maio e que deu entrada em Vitória – Espírito Santo com requerimento de Passaporte, demonstrando risco de fuga ao exterior sendo registrado no sistema de Tráfego Internacional – Módulo Alerta e Restrição.

Com o apoio da Agência de Inteligência de Poços de Caldas e o intercâmbio com a Inteligência da Polícia Civil do Espírito Santo, foi possível localizar e dar cumprimento na prisão da acusada.

Participaram da investigação: Fábio Ribeiro Faria Ferreira (delegado de polícia); Neif de Souza Cunha, Nicole Ribeiro, Sinval Polla Garcia (investigadores), Renan Barros Peres (escrivão) com a supervisão da delegada regional, Dra. Maria Cecília Gomes Flora. A ação teve apoio operacional também do Investigador Marcos – Gerência de Inteligência da SESP e do Delegado Douglas Vieira Titular da DEFA (Delegacia Especializada em Crimes de Defraudações e Falsificações).


Fonte: Onda Poços


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.