AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

O que se sabe até agora sobre a menina que desapareceu após comprar pão

Foto: Reprodução / Câmeras de segurança


A morte da menina Bárbara Vitória Lopes, de apenas 10 anos, foi confirmada nesta terça-feira (2). Ela estava desaparecida desde domingo (31), quando saiu de casa para ir à padaria no bairro Landi, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte. 

Nesta manhã, uma vizinha encontrou o corpo da garota em um matagal, ao lado do campo de futebol do Pedra Branca, no bairro Landi 2ª Seção. Ela avisou a Polícia Militar e também os pais de Bárbara. A vítima morava a 550 metros do local onde foi achada

Ainda há muitas perguntas sem respostas que só serão desvendadas com a investigação, mas outros fatos já estão detalhados. Entenda o que se sabe até agora e a cronologia do caso:  

DOMINGO, 31 DE JULHO 

Criança vai até a padaria 

Bárbara saiu de casa por volta das 17h30, com short rosa e camisa listrada do Clube Atlético Mineiro. Ela foi até a padaria, na rua Sete, no bairro Landi e saiu do estabelecimento com uma sacola de pão. Segundo o pai da menina, Rogério Rodrigo Lopes, o trajeto costuma ser percorrido em menos de cinco minutos. 

Bárbara é vista correndo; dois homens correm na mesma direção 

Imagens de câmeras de segurança da região indicam o caminho feito pela menina. Ela sai da padaria, se despede da atendente e, depois, em algum momento do trajeto, é vista correndo em um lado da rua, carregando a sacola de pão.  

Em seguida, outra câmera mostra dois homens que também correm pela via, no mesmo sentido da menina, como se estivessem a perseguindo. Os dois usam bermudas brancas e um deles está de blusa preta, enquanto o outro está com camisa vermelha. 

Outro homem faz sinal para que Bárbara se afaste 

Cenas de novas câmeras mostram um contexto diferente. A menina sobe a rua de um lado, enquanto, na calçada oposta está um um homem de calça e blusa preta, que carrega uma sacola também preta. Os dois andam no mesmo sentido, pareados, quando Bárbara decide atravessar a rua para se encontrar com ele. 

Ela anda atrás do homem e ele faz um sinal para que ela se afaste. O homem troca de lado da rua e Bárbara vai para a outra calçada. 

Homem conversa com a criança, que o espera voltar 

Em outro trecho da via, a garota aparece andando atrás do homem, eles seguem pela mesma calçada. Em uma esquina, ele fala algo com ela. Bárbara fica parada por alguns minutos naquele local, enquanto o homem segue caminhando. Pouco tempo depois, ele volta e os dois continuam a andar juntos no sentido oposto. 

Família informa desaparecimento

Percebendo que já tinha muito tempo que a filha não voltava, os pais de Bárbara decidem comunicar o desaparecimento à polícia e nas redes sociais. Rogério Rodrigo Lopes e Luciene Vitalino pedem ajuda para encontrar a menina.  

SEGUNDA-FEIRA, 1° DE AGOSTO 

Polícia faz operação de buscas pela garota

Na segunda-feira (1°), a Polícia Militar começa a fazer buscas na redondeza para tentar descobrir o paradeiro de Bárbara Vitória. Eles reconstroem o trajeto que ela faria da padaria até sua casa e pegam imagens de câmeras de segurança instaladas em imóveis na região. 

PM identifica homem que aparece no vídeo e vai à casa dele 

Após ver as cenas gravadas horas antes do desaparecimento, a polícia vai até a casa de um dos homens que aparece no vídeo. Ele tem 50 anos e mora no bairro Landi, o mesmo da padaria. Na casa dele, a PM encontrou sacola de pão semelhante à que Bárbara carregava. 

As imagens das câmeras de segurança foram exibidas a ele, que, inicialmente, negou ser a pessoa do vídeo e também disse não conhecer a criança. Segundo o boletim de ocorrência, o filho do homem também estava no local e afirmou que era mesmo o próprio pai nas imagens. 

Os policiais ainda argumentaram que a mãe de Bárbara disse que o homem havia feito um serviço elétrico na casa da família. Com isso, ele confirmou que realmente esteve com mãe e filha nessa ocasião. 

Homem é levado à delegacia para prestar depoimento e é liberado 

Os agentes pediram ao homem que explicasse a situação à Polícia Civil. Ele foi encaminhado à delegacia em Ribeirão das Neves para prestar depoimento, foi ouvido e liberado.  

TERÇA-FEIRA, 2 DE AGOSTO

Buscas pela menina continuam e imprensa vai até a casa da família 

Na manhã de terça-feira (2), as buscas pela garota prosseguiram na região. Os pais de Bárbara Vitória conversaram com a imprensa sobre o desaparecimento. A mãe dela, Luciene Vitalino afirmou que dizia para os outros filhos que a garota "ainda ia voltar".

Vizinha encontra corpo da vítima jogado em matagal, informa os pais e a polícia

A vizinha Kate Botelho passa pelo campo de futebol do Pedra Branca, no bairro Landi 2ª Seção, quando vê o corpo da criança em um matagal próximo ao gol. Ela relatou que a menina estava deitada no chão, de costas, com camisa do Galo e sem os shorts.  

A mulher grita que encontrou o corpo de Bárbara para crianças que jogavam futebol no campo e pede que elas acionem a polícia. Enquanto isso, Kate vai até a casa dos pais da garota dar a notícia da morte

Pais de Bárbara, polícia e imprensa vão reconhecer o corpo 

Ao receber a notícia, os pais da menina correm até o matagal onde ela foi encontrada. A imprensa, que estava com eles, os acompanha. A casa da família fica a 550 metros do campo de futebol. A polícia também comparece e isola o local do crime. 

Corpo é periciado e recolhido por rabecão 

Peritos da Polícia Civil analisam a cena do crime, fazem exames laboratoriais e recolhem o corpo para o Instituto Médico Legal (IML). Moradores pedem por "justiça" com a chegada do rabecão.

A corporação informa que o resultado oficial será divulgado após os resultados dos exames ficarem prontos. Fontes ligadas à investigação afirmam que a vítima apresentava sinais de estrangulamento. Moradores pedem justiça. 



O Tempo


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.