AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Ronaldo cita torcida e diz que hoje 'gestão do Cruzeiro é um sucesso'

foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro


Em um evento do banco XP, o ex-jogador Ronaldo disse que viu um potencial gigantesco na compra das ações da SAF do Cruzeiro, mesmo com uma dívida que atingia R$ 1 bilhão. Ele relembrou a sua história com a camisa celeste e disse que hoje a "gestão do clube é um sucesso". 

"O meu passado com o Cruzeiro, a minha história com o Cruzeiro, saí bem pequeno do clube, que abriu as portas do mundo para mim. E eu, com a possibilidade de fazer uma recuperação do Cruzeiro, vi um potencial gigantesco, como vi o tamanho da dívida que era gigantesco. Mas eu sabia que o potencial era muito maior que a dívida", disse Ronaldo. 

Ronaldo pagará R$ 400 milhões - investimento do próprio bolso do empresário ou por incremento de receitas com venda de jogadores e cotas de premiação e patrocínios - para ficar com 90% das ações da SAF. A associação Cruzeiro é dona dos outros 10%. 

"Eu tinha que convencer o Conselho e inclusive a torcida, que era um pouco manipulada nesse sentido e esperava que chegasse um sheik árabe colocando dinheiro e pagando a dívida, injetando dinheiro sem projeto e sem processos, de modo que o Conselho pudesse se perpetuar", disse. 

Ele exaltou a administração do clube com a transformação em SAF. "Eu tinha que saber como comunicar isso para o torcedor, pois tinha uma resistência do outro lado. Um medo natural se daria certo, se teria os investimentos adequados e se o investimento que eu comprometi era pouco ou muito. Criou-se muito essa dúvida. Mas hoje em dia a torcida não tem mais dúvida que somos um sucesso de gestão", acrescentou. 

Além disso, Ronaldo disse que o futebol brasileiro precisa ser melhor gerido. "Meu maior incentivo para entrar nesse negócio foi o potencial do futebol brasileiro. Aqui, não temos o controle financeiro, que é o principal para o futebol evoluir, para os clubes pararem de fazer dívidas absurdas, mandar três, quatro treinadores embora por ano. É jogar dinheiro fora", enfatizou. 

"O futebol brasileiro vai virar a página. Temos a matéria prima, que são os jogadores. Se a gente organizar direito o campeonato, temos tudo para fazer uma grande indústria do futebol", acrescentou.


Super Esportes


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.