top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Égua que estava presa no 3º andar de um prédio no RS é resgatada após operação de 7 horas


A égua Esperança, que estava há mais de dez dias presa no 3º andar de um prédio ilhado em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, foi resgatada nesta terça-feira (14), após uma operação dos bombeiros que durou mais de 7 horas. O animal precisou ser sedado antes de os agentes iniciarem a remoção. Assim como o Cavalo Caramelo, que foi retirado do telhado de uma casa inundada em Canoas, o equino estava no apartamento para se proteger da enchente.

Militares do Corpo de Bombeiros tiveram que traçar uma estratégia segura para retirar o animal. O equino foi alimentado e a janela do apartamento também foi retirada para facilitar o acesso ao cavalo.

Em entrevista à RBS, filiada da TV Globo no Rio Grande do Sul, Capitão Goulart, responsável pela operação de retirada, afirmou que não é possível dizer com precisão como o animal chegou ao terceiro andar do prédio, que está vazio e foi evacuado. "Não tem como se afirmar, né? Porque a gente não tem uma imagem de como o cavalo chegou lá. Mas, provavelmente, ele procurou uma forma de buscar um local seguro, deve ter subido pela escadaria do prédio conforme a água ia avançando e ficou, então, preso, de certa forma, nesse apartamento”, disse.

O suposto dono do cavalo, que está em um abrigo na cidade e mora em frente ao condomínio, afirmou, em entrevista à CNN, que foi ele quem colocou o animal no apartamento, com o intuito de protegê-lo. O homem também diz que teve permissão do síndico para colocar o cavalo dentro do apartamento.

O Governo Federal divulgou, nesta terça-feira (14), que mais de 11 mil animais afetados pelas enchentes do RS foram resgatados. O trabalho é feito por voluntários e agentes de segurança do estado.
O Tempo

Comments


bottom of page