top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

1º Encontro de Alinhamento com Atores da Cadeia do Café é realizado em Varginha




Na última segunda-feira (05/02), foi realizado o 1º Encontro de Alinhamento com Atores da Cadeia do Café em Varginha, no Sebrae. A ação foi realizada pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) no Sul de Minas, Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Varginha (ACIV), Secretaria Municipal de Turismo e Comércio de Varginha (SETEC) e Sebrae Minas, com o objetivo da troca de ideias para o desenvolvimento do setor e a inclusão do município na Rota do Café.

Estiveram presentes o presidente da Abrasel no Sul de Minas, ACIV e SEHAV, André Yuki; a secretária municipal de Turismo e Comércio de Varginha, Rosana Carvalho; o analista técnico de Desenvolvimento Econômico do Sebrae Minas, Francisco Corrêa; o presidente do Centro do Comércio do Café do Estado de Minas Gerais (CCCMG), Ricardo Schneider; o diretor presidente da Fundação Procafé, José Edgard Pinto Paiva; o superintendente executivo da Fundação Procafé, João Marcelo Oliveira de Aguiar; o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Varginha, Arnaldo Botrel; a consultora de relacionamento do Senac Minas, Josiane Garcia; a jornalista e cafeicultora, Graziela Reis; o proprietário da Just Coffee Lab And School, Jack Robson; a proprietária da Cafeteria Rituais, Nathália Vita; a proprietária da Cafeteria Grão da Terra, Janaina Iabrudi; os proprietários da Fazenda dos Tachos, Maria José Vilela Rezende Bernardes (Dona Zezinha) e Adelino Roberto Bernardes Semboloni; a diretora executiva da Abrasel no Sul de Minas, Ana Luísa Alves; a assessora da SETEC, Angélica Lima e a assessora do Sebrae Minas, Gracielle Cassiano Almeida Ferreira Malachias.

De acordo com Francisco Corrêa, foram convidados todos os atores do município, mas o primeiro encontro reuniu alguns dos interessados para alinhar os objetivos e sonhos. “Vamos mapear as ideias de cada um, para realizarmos um trabalho coletivo, que exige muito esforço. A mensagem que podemos trazer desse primeiro encontro é sobre a importância e o engajamento dos atores, para tentarmos ter uma governança do café. Temos todos os pontos fortes, como atrativos, inteligências, pesquisas, cafeicultores e cafeterias, mas falta a rede compartilhada e o ajuntamento das pessoas interessadas com boas intenções e mesmo propósito”, ressaltou.

Segundo André Yuki, estiveram presentes as principais representatividades do setor do café, desde sua produção, até a ponta, com a participação de empresários das cafeterias. “O alinhamento de forças em torno do café, principal produto da nossa cidade e região, contribui para a promoção, projetos e investimentos em outras áreas como educação e desenvolvimento do turismo através da gastronomia e eventos, políticas públicas e na busca de apoio e investimentos”, explicou.

Para Ricardo Schneider, o encontro foi produtivo, pois foram debatidas as possibilidades e oportunidades que Varginha e o Sul de Minas possuem. “Soubemos de alguns projetos legais e conversamos com pessoas interessantes sobre atitudes e iniciativas que podem fazer a cidade enxergar o café com a importância que ele tem. Uma das novidades é que a Prefeitura de Varginha e o CCCMG estão desenvolvendo a Rua do Comércio de Café, onde terá um visual e um portal bem legal”, afirmou.

Rosana Carvalho ressaltou a importância da convergência de diversos atores na cadeia do café com estratégias de fortalecer a identidade local e posicionar a cidade como referência na Rota do Café. “Isso implica explorar o potencial turístico e econômico do café, destacando não apenas sua relevância histórica e cultural, mas também sua contribuição significativa para a economia regional”, concluiu.

O próximo encontro será no dia 04/03, na Fundação Procafé. Todos os atores da cadeia do café estão convidados. Mais informações com Ana Luísa: (35)99990-2020.
bottom of page