top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Ação contra extração de areia em MG mira grupo que movimentou R$ 2 milhões

Polícia Federal cumpriu sete mandado de busca e apreensão em empresas e residências no município de Lagoa da Prata, no Centro-Oeste de Minas


Polícia Federal cumpriu sete mandados de busca em empresas e residências da associação criminosa que atua na extração ilegal de areia. FOTO: PF/Divulgação
Na manhã desta quinta-feira (29/2), uma operação visando desmantelar uma associação criminosa envolvida na extração ilegal de areia foi realizada em Lagoa da Prata, no Centro-Oeste de Minas Gerais.

A Polícia Federal executou sete mandados de busca e apreensão em empresas e residências ligadas à associação criminosa que opera na extração ilegal de areia na região.

Estima-se que o prejuízo causado por essa atividade ilegal alcance a marca de R$ 2,5 milhões, sem contar os danos ambientais que ainda não foram quantificados. As investigações também revelaram que a empresa sob investigação movimentou um total de R$ 2.434.355,00 entre os anos de 2022 e 2023.

Os indivíduos envolvidos poderão ser acusados pelos crimes de usurpação mineral e falsidade ideológica, cujas penas máximas somadas alcançam 11 anos de prisão.

תגובות


bottom of page