top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Adolescente é suspeito de criar pornografia com ajuda de inteligência artificial

De acordo com a Polícia Civil, denúncias foram no final de outubro deste ano. Ao menos, 10 adolescentes foram expostos.


Viatura de Polícia Civil (imagem ilustrativa) — Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil investiga um caso de pornografia infantil em que um adolescente de 15 anos é suspeito de fazer montagens de fotografias de colegas nuas.

Ele e as vítimas, que têm 14 e 15 anos, são estudantes do Colégio Santo Agostinho, em Belo Horizonte. A informação foi divulgada pela instituição nesta terça-feira (7).
Em menos de dez dias, o suspeito foi identificado pela Delegacia Especializada de Apuração de Ato Infracional (DEAI) como sendo o responsável pelo crime. Segundo as investigações, ele alterava as fotos usando inteligência artificial.
As denúncias foram feitas pelas mães dos adolescentes no final de outubro deste ano.
"Com técnicas investigativas avançadas e aplicadas aos vestígios deixados por crimes que perpassam pelo ambiente cibernético, a equipe conseguiu apurar o perfil criado em uma rede social, responsável por publicar fotos editadas com inteligência artificial de cunho pornográfico e pejorativo de pelo menos dez adolescentes”, disse o delegado Ângelo Ramalho, responsável pela investigação.
A página onde as fotos eram exibidas foi retirada do ar. O Procedimento de Apuração de Ato Infracional (PAAI) foi encaminhado à Justiça da Infância e Juventude da capital para aplicação das sanções ao adolescente, que poderá ser responsabilizado por até três anos de internação em Centro Socioeducativo.
Em nota, o Colégio Santo Agostinho informou que, assim que tomou conhecimento sobre a divulgação imprópria de imagens em uma rede social, acolheu individualmente estudantes e famílias com uma equipe de profissionais especializada. A instituição também lamentou a prática de cyberbullying e reforçou que "segue à disposição para o diálogo com todos e para o que for necessário".

FONTE:G1

Comments


bottom of page