top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Agente penitenciário é preso após ser flagrado dando tiros para o alto em veículo em Pouso Alegre MG

Veículo com dois agentes foi abordado após policiais militares que estavam de folga em um sítio flagrarem a ação.


Um agente penitenciário do Presídio de Pouso Alegre (MG) foi preso em flagrante após ser flagrado por policiais militares efetuando disparos para o alto em via pública no bairro Parque Real. O caso aconteceu na tarde de sábado (21).

Segundo o registro feito pela PM, policiais militares que estavam de folga em um sítio escutaram um estampido semelhante a disparo de arma de fogo e na sequência visualizaram duas pessoas trafegando em um Fox prata, fazendo algazarras com muita gritaria.
Em seguida, o carro entrou em uma estrada rural e mais um disparo foi ouvido. Os militares então acionaram uma equipe de plantão que abordou o veículo próximo ao fórum.
Presídio de Pouso Alegre — Foto: Reprodução/EPTV
Os policiais constataram que se tratavam de dois policiais penais no veículo. Durante a abordagem, o agente que foi detido confirmou que fez os disparos. No carro, ainda havia um copo de cerveja sobre o console.
Durante busca no carro, os policiais encontraram uma pistola 9 milímetros com dois carregadores, que o agente afirmou ser de sua propriedade.
Em seguida, foi feito contato com a direção do Presídio de Pouso Alegre, que enviou uma equipe no local para condução dos agentes até a sede do 20º batalhão para registro do boletim de ocorrência.
O agente penitenciário que fez os disparos alegou ser o motorista do veículo e se recusou a se submeter ao teste de alcoolemia. No entanto, ele não tinha a capacidade psicomotora alterada.
Próximos aos locais onde foram feitos os disparos, foram localizados as munições que foram deflagradas.
O agente penitenciário que fez os disparos recebeu voz de prisão em flagrante e foi levado para a delegacia. Segundo a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), ele foi ouvido pelo delegado de plantão e liberado após pagamento de fiança. O outro agente que estava com ele não chegou a ser preso e foi liberado no local. O que disse a Sejusp Em nota enviada ao g1, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) informou que já tomou conhecimento do fato e acompanha os desdobramentos da ocorrência, que ocorreu fora do horário de serviço do suspeito. Policiais penais da própria unidade, após serem informados do ocorrido pela Polícia Militar, estiveram presentes no local e acompanharam o servidor até a delegacia da Polícia Civil, que é responsável pelas investigações criminais.
A secretaria disse ainda que o agente é contratado por meio do processo seletivo simplificado. Ele foi ouvido pelo delegado e liberado após o pagamento de fiança.
Por fim, a Sejusp reforçou que que possíveis situações de desvio de conduta de servidores são acompanhadas com rigor e as medidas administrativas no âmbito do processo legal são tomadas, guardando sempre o direito à ampla defesa e ao contraditório.

FONTE:G1

Kommentare


bottom of page