top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Após pedido conversa com Biden, Israel autoriza entrada de mantimentos em Gaza pelo Egito

Uma das condições para autorização é que os recursos não sejam entregues ao Hamas, que controla a região


Ruínas de uma casa palestina atingida por ataques israelenses no campo de refugiados de al-Shati na Cidade de Gaza Foto: Reprodução/REUTERS

Israel comunicou nesta quarta-feira, 18, que permitirá a entrada de "alimentos, água e remédios", vindos do Egito, na Faixa de Gaza. A autorização ocorreu após pedido do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que chegou a Tel Aviv pela manhã.

"À luz do pedido do presidente Biden, Israel não impedirá a assistência humanitária via Egito, desde que seja apenas de alimentos, água e medicamentos para a população civil localizada no sul da Faixa de Gaza", informou o gabinete do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

Uma das condições para a autorização é que os mantimentos não sejam entregues ao Hamas, que controla Gaza. O envio de ajuda humanitária por Israel, no entanto, permanecerá suspensa até que o grupo terrorista liberte os reféns capturados no ataque, conforme anunciado por Tel Aviv em comunicado.

Em discurso, Biden confirmou que Israel havia dado permissão para a entrada de ajuda humanitária em Gaza, por meio do Egito, "o mais rápido possível" e acrescentou que os Estados Unidos estão colaborando com seus parceiros para garantir que os caminhões cruzem a fronteira.

O território palestino, que abriga uma população de mais de 2 milhões de pessoas, está sob um bloqueio total imposto por Israel desde o ataque do grupo terrorista Hamas, que ocorreu  em 7 de outubro.

FONTE: Terra

Comments


bottom of page