top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Após rachaduras, Serviço Geológico do Brasil pede atenção permanente em Gramado (RS)


Reprodução

O município de Gramado, localizado na região da Serra Gaúcha, foi recentemente afetado por deslizamentos e desabamentos devido às fortes chuvas que atingiram a área em novembro. O Serviço Geológico do Brasil (SGB), vinculado ao Ministério de Minas e Energia (MME), divulgou um relatório na quinta-feira (7), apresentando medidas para minimizar os impactos desses eventos e prevenir ocorrências futuras. Entre elas, um monitoramento permanente das áreas afetadas pelas rachaduras.
As sugestões incluem implementar um monitoramento permanente das áreas afetadas, a realização de obras estruturais e estudos complementares para orientar o planejamento urbano. O relatório destaca a importância dessas ações, potencialmente beneficiando mais de 40 mil habitantes da cidade, além de turistas e trabalhadores locais.
“Inseridos no contexto da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP28), onde a atenção global se volta à urgência da ação ambiental, os eventos em Gramado ressaltam a necessidade imediata de resiliência e adaptação”, enfatizou Inácio Melo, diretor-presidente do SGB.
O estudo, realizado entre 22 e 23 de novembro a pedido da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Gramado, analisou as áreas afetadas pelas rachaduras e deslizamentos ocorridos em 18 de novembro.
Segundo Júlio César Lana, coordenador-executivo do Departamento de Gestão Territorial do SGB, as causas dos deslizamentos e rastejos estão relacionadas às condições geológicas e geotécnicas da região, agravadas pelas intensidades das chuvas.
Para reduzir os riscos e prevenir novas ocorrências, o SGB propõe ações como monitoramento contínuo durante períodos de chuvas intensas, orientações da população sobre sinais de alerta e restrição temporária de acesso a áreas críticas.
Segundo o Serviço Geológico do Brasil, o órgão e a Prefeitura de Gramado já iniciaram conversas para o desenvolvimento de estudos complementares a partir de 2024.
A CNN entrou em contato com a Prefeitura de Gramado para obter um posicionamento sobre as ações propostas pela SGB, porém não recebeu resposta até o momento da publicação.

Desabamento
de prédio
Um prédio desabou em Gramado, na Serra do Rio Grande do Sul, em 23 de novembro. O edifício residencial de cinco andares ficava no bairro Três Pinheiros.
O acidente não deixou feridos, pois todos os moradores do local já haviam saído do local, conforme orientação da prefeitura da cidade, por conta do risco de desmoronamento.
Casas, ruas e bairros inteiros do município gaúcho foram interditados após o aparecimento de rachaduras provocadas pelas chuvas intensas.
Fonte: CNN
bottom of page