top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

ATEG: Quase 300 produtores serão contemplados com ATeG no Sul de Minas





Mais produtividade, melhoria na qualidade de vida e geração de renda para as famílias rurais: o Sistema Faemg Senar vai contemplar quase 300 produtores com o Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) no Sul de Minas. São três cadeias produtivas: cafeicultura, bovinocultura de leite e fruticultura (banana). A previsão é que os atendimentos iniciem em novembro.

Wesley Jhonatan Dias, um jovem de 25 anos, mantém viva a tradição familiar da propriedade Canta Galo, localizada em Heliodora, que passou dos avós para seus pais, Jorge Dias Chaves e Maria de Fátima Dias que, agora, junto aos seus irmãos, Vanderlei, Valdinei e Paola, dedicam-se na lavoura e quer dar continuidade nos negócios da família. Ele está animado para iniciar os atendimentos do ATeG Café + Forte, que será oferecido em parceria com o Sindicato Rural de Heliodora.

“É uma história que passa de geração em geração. Eu e meus irmãos estamos honrando essa tradição e queremos continuar levando o legado que minha família construiu. Sou novo e preciso de novas técnicas para aprimorar aqui na propriedade, produzir um café de melhor qualidade e, principalmente, calcular os custos.

Por exemplo, nunca somamos o valor gasto por saca de café. Com certeza, será uma excelente experiência”, contou Wesley.

Maria de Fátima, mãe de Wesley, conta com orgulho que ela e seu marido dedicaram mais de 50 anos à cafeicultura. Ela se emociona ao ver os filhos seguindo seus passos e dando continuidade na história da família.

“Desde muito nova, comecei a trabalhar na lavoura com meu pai. Me casei aos 16 anos e meu marido já era um cafeicultor. Nossos filhos cresceram nos vendo no cafezal. Todos trabalham com café e vem se dedicando para aperfeiçoarem ainda mais o manejo, o plantio e a colheita. Agora, aos 65 anos, e o meu marido, com 75, somos aposentados, moramos na cidade e decidimos passar a nossa lavoura, fruto de uma vida inteira de trabalho, para nossos filhos. Espero que um dia, os filhos deles também possam trabalhar, cuidar do café e dar continuidade na sucessão familiar, como fizemos”, conta Maria.

Para o gerente regional do Sistema Faemg Senar em Varginha, Caio Oliveira, o programa vai impulsionar a economia das famílias rurais dos municípios atendidos.

“O programa de ATeG atende na regional de Varginha cerca de 1000 produtores. Estamos conseguindo melhorar o desempenho de nossos assistidos e o resultado desse trabalho é demonstrado na satisfação dos produtores e nos vários casos de sucessão que podemos presenciar.

O Sistema FAEMG SENAR junto aos sindicatos de produtores rurais, levam oportunidades de crescimento e transformação de vida no campo”, explicou.

コメント

コメントが読み込まれませんでした。
技術的な問題があったようです。お手数ですが、再度接続するか、ページを再読み込みしてださい。
bottom of page