top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Aula inaugural do Curso Técnico em Cafeicultura em Varginha marca o início de uma jornada de conhecimento




As aulas no Centro de Excelência em Cafeicultura, localizado em Varginha, foram oficialmente iniciadas na noite desta última segunda-feira (4/3). O centro é uma iniciativa da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), por meio do Senar Nacional, em parceria com o Sistema Faemg Senar. O empreendimento visa formar profissionais bem-preparados para o mercado e fomentar a cafeicultura nacional.

Durante a solenidade de início às aulas, em uma mensagem em vídeo, do presidente do Sistema Faemg Senar, Antônio Pitangui de Salvo, desejou boas-vindas aos alunos, destacando a importância deste passo significativo para o setor cafeeiro. Salvo enfatizou como o curso representa uma oportunidade para ampliação das formações técnicas e educacionais.

“Reforço a importância da educação para a construção de uma sociedade mais justa, inovadora, moderna e capaz. Esta é a proposta do nosso Centro de Excelência em Cafeicultura, a de ser um espaço de formação que vai capacitar os jovens para que possam se destacar profissionalmente, explorar suas vocações e desenvolver habilidades para fazer a diferença no meio rural. Somos os maiores produtores de café do Brasil e o único estado com um Centro de Excelência nacional voltado para este segmento”, afirmou o presidente.

Ainda durante a aula inaugural, o diretor de Inovação e Conhecimento do Senar Nacional, André Sanches, ressaltou que todo o conteúdo aprendido deve servir para a produção de café em qualquer localidade do Brasil. Essa abordagem assegura que a excelência e a inovação proporcionadas pelo Centro de Excelência beneficiarão a cadeia produtiva do café em todo o país.
“Preparamos este curso para aquilo que o mercado está procurando em termos de técnico na área de cafeicultura.

A estrutura que os alunos estão recebendo no Centro de Excelência foi construída e pensada com todo cuidado e contando com o que há de mais moderno em termos de instalações e equipamentos. Tudo isso foi viabilizado graças ao investimento dos produtores rurais brasileiros. Assim, fazemos um apelo aos alunos: que o conhecimento adquirido aqui seja revertido em benefício desses produtores, através de trabalho, consultoria, inovação e tudo que possam oferecer”, disse o diretor.

O superintendente do Senar Minas, Celso Furtado Jr., expressou seu grande entusiasmo com o início das aulas da primeira turma do curso técnico em cafeicultura, destacando a importância deste momento de expansão do conhecimento para o setor. "A abertura deste curso representa um marco importante em nossa jornada para ampliar o alcance educacional em todo o país. Nossos tutores e professores vão compartilhar com os alunos o conhecimento necessário, capacitando-os a levar inovações e melhorias aos produtores rurais, afirmou o superintendente. Ele completou: “Com a formação adquirida aqui, nossos alunos poderão apoiar os cafeicultores brasileiros na evolução contínua do setor".

“Todo o trabalho que aconteceu até chegar neste momento, foi muito grande, mas hoje, com orgulho, podemos afirmar que estamos dando um passo significativo em direção ao nosso objetivo maior: proporcionar educação e formação de alta qualidade para os profissionais do setor cafeeiro. A partir deste semestre, abriremos as portas para mais 60 alunos, e, em dois anos e meio, esperamos ter contribuído para a formação de aproximadamente 500 alunos através de nossos cursos, tanto presenciais quanto online. Este é um momento de celebração, pois cada novo aluno representa um passo adiante na realização de nossa missão de elevar o padrão profissional no agronegócio café," explicou o diretor do Centro de Excelência, Roberto Barata.

Também estiveram presentes no evento João Marcelo e José Braz Martiello, ambos da Fundação Procafé e Rodrigo Pereira, do SEBRAE.

Comments


bottom of page