top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Aumento de Casos Respiratórios Leva Contagem a Declarar Emergência

Divulgação


O município de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, enfrenta um aumento significativo nos casos de doenças respiratórias, especialmente entre crianças e adolescentes. Este crescimento alarmante, que alcançou um aumento de 136,9% nos atendimentos pediátricos entre dezembro e abril na rede pública de saúde, levou a Prefeitura a tomar medidas urgentes. Nesta sexta-feira (17 de maio), foi decretada situação de emergência, com validade de 60 dias, visando garantir a continuidade dos atendimentos na rede pública.

Segundo Marília Campos (PT), prefeita da cidade, o número de atendimentos por questões respiratórias saltou de 5.094 em dezembro para 12.068 em abril. Ela alerta para a previsão de aumento ainda maior na procura por atendimento, inclusive de casos mais graves como bronquiolite e pneumonia. O objetivo do decreto é facilitar a aquisição de insumos e a contratação de profissionais para fazer frente a essa demanda.

O secretário de saúde, Fabrício Simões, detalhou as medidas adotadas para enfrentar a situação. Além da criação de uma unidade de apoio junto ao Centro Materno Infantil, houve ampliação de leitos de enfermaria e de UTI, bem como a abertura de um ambulatório no bairro Nacional. O horário de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) também será estendido até as 19h.

Simões ressalta a importância da população buscar atendimento de acordo com a gravidade do caso, direcionando os casos menos urgentes para as unidades de apoio e as UPAs, enquanto os casos mais graves devem ser encaminhados para as UTIs e o Centro Materno Infantil.

É destacado também o papel da população na prevenção, principalmente através da vacinação. Atualmente, a cobertura vacinal contra a gripe está em 32,5%, abaixo da meta de 90%.

Belo Horizonte, por sua vez, acompanha de perto a situação, monitorando diariamente o cenário epidemiológico. A prefeitura contratou mais profissionais de saúde e abriu novos leitos hospitalares, além de enfatizar a importância da vacinação contra doenças como a Covid-19 e a gripe.

Ambos os municípios enfrentam um desafio comum diante do aumento de casos respiratórios, exigindo medidas rápidas e eficazes para garantir o cuidado necessário à população.

Fonte: O Tempo

Comentários


bottom of page