top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Avô alega legítima defesa e mata neto a pauladas em Minas

Acostumado com as agressões do neto e sua brutalidade, 'Seu Raimundo', como é conhecido, havia se precavido e escondido um porrete de madeira na cozinha


A polícia esteve no local (foto: /EM/D.A Press)

A Polícia Militar (PMMG) de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, prendeu, no distrito de Santo Antônio do Porto, Raimundo Alves dos Santos, de 76 anos, que matou, a pauladas, o neto Gustavo Henrique Araújo dos Santos, de 24 anos, alegando legítima defesa.

A prisão ocorreu na manhã desta quarta-feira (11/10), sendo que a viatura da PM esteve no mesmo endereço duas vezes nas últimas horas. A primeira, para levar Gustavo, que estava sob surto psicótico, para ser atendido pelo Samu, pois não permitia que os médicos se aproximassem dele.

Depois de medicado, Gustavo permaneceu na casa. Mas tão logo a viatura da PM deixou o local, ele saiu correndo pela casa e saltou o muro, entrando no riacho que existe nos fundos da residência, e desapareceu.
Gustavo é um antigo conhecido da PM pois já foi preso por furtos, danos ao patrimônio e agressões. Além disso, é usuário de drogas, o que serviu para piorar o seu quadro psicótico.
Ao retornar à residência, Gustavo agrediu a própria mãe, com socos e chutes. Depois disso, investiu contra o avô, a quem tentou enforcar. Acostumado com as agressões do neto e sua brutalidade, “Seu Raimundo”, como é conhecido, havia se precavido e escondido um porrete de madeira na cozinha.
Ao ser xingado e agredido, pegou o porrete e bateu em Gustavo que, assustado, foi para seu quarto, onde ficou deitado de bruços na cama. O avô foi atrás, algum tempo depois, e certificou que o neto não estava respirando. Foi quando chamou, ele mesmo, a PM.
“Seu Raimundo” entregou o porrete aos policiais. Depois disso, foi levado para o Hospital Municipal e, depois de medicado, levado para a Delegacia. Por causa da idade, “Seu Raimundo” não deverá ficar preso.

FONTE: ESTADO DE MINAS GERAIS

Comments


bottom of page