top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

BCG: Vacina Essencial para Recém-Nascidos Alcança Cobertura de 75,3% em 2024

A vacina BCG, fundamental na prevenção das formas mais graves da tuberculose, como a tuberculose miliar e a meningite tuberculosa, é uma das primeiras imunizações recomendadas para recém-nascidos. Segundo dados do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, a cobertura vacinal da BCG nos seis primeiros meses de 2024 atingiu 75,3% em todo o Brasil. Este índice já se aproxima da cobertura preliminar de 2023, que foi de 79,1% para crianças menores de um ano.

Ana Paula Toazza, 30 anos, destaca a importância das vacinas tanto para a proteção individual quanto coletiva. Mãe de Bernardo Toazza Castilho, de 3 meses, e residente em Porto Alegre (RS), Ana Paula, formada em nutrição, compreende bem o papel das vacinas. "Quando meu filho nasceu, ele tomou a BCG ainda no hospital. Estamos seguindo o calendário de vacinação conforme a idade dele para protegê-lo de vírus e bactérias", afirma.

A tuberculose, causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, também conhecida como bacilo de Koch, pode afetar, além dos pulmões, ossos, rins e meninges. Os principais sintomas incluem tosse (que pode conter sangue), falta de ar, dor no peito, fraqueza, perda de peso, febre e sudorese ao final do dia.

O Ministério da Saúde recomenda que a vacina BCG seja administrada o mais precocemente possível após o nascimento em bebês com mais de dois quilos. Se não for possível vacinar ainda na maternidade, a aplicação deve ocorrer na primeira visita à Unidade Básica de Saúde (UBS). Após a aplicação, a reação à vacina começa com uma mancha vermelha que evolui para uma pequena ferida, resultando na cicatriz característica no braço direito.

Segundo Eder Gatti, diretor do Departamento do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, a vacina BCG é a porta de entrada para o calendário de vacinação das crianças. "Desde o início de 2023, várias ações têm sido realizadas para reforçar a cultura de vacinação no país, com destaque para a estratégia de microplanejamento recomendada pela OMS, que envolve diversas atividades focadas na realidade local de cada estado e município", explica Gatti.

A Organização Mundial da Saúde estima que, em países onde a tuberculose é comum e a BCG faz parte do programa de vacinação infantil, mais de 40 mil casos anuais de meningite tuberculosa são evitados. Além das crianças, a vacina é indicada para pessoas que convivem com indivíduos diagnosticados com hanseníase e para estrangeiros menores de cinco anos que se mudam para o Brasil e não foram imunizados.
Fonte: Ministerio da Saude/GOV.BR

Comments


bottom of page