top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Bebê de 5 meses morre após tomar injeção com dipirona em UPA


Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de trindade, Goiás — Foto: Divulgação


Uma bebê, de apenas 5 meses, morreu após ser medicada com dipirona injetável nas costas na Unidade de Pronto Atendimento, em Trindade, na região metropolitana de goiana, Goiás, nesta segunda-feira (7/08).

Segundo familiares, a pequena Ayslla Helena Souza Lopes foi levada ao local com suspeita da síndrome mão-pé-boca e, entre as prescrições, a médica passou o medicamento para ser injetado na veia da bebê, mas a enfermeira teria aplicado o medicamento nas costas da criança, perto dos rins.

Andréia Lopes, mãe da menina, contou ao g1, que a criança apresentou uma ferida com secreção no lugar da aplicação. Horas depois a bebê foi novamente levada à UPA. Já na unidade de saúde, um segundo médico teria afirmado que o medicamento foi aplicado no local incorreto.

A menina foi novamente medicada e liberada para ir para casa. No entanto, na terceira vez que a criança foi levada à unidade de saúde, ela acabou morrendo.

Um boletim médico indica que Ayslla morreu por insuficiência respiratória e choque séptico e que a injeção aplicada contribuiu para a morte.
De acordo com a delegada, Cássia Borges, da Polícia Civil, foi feita a perícia no corpo da menina e o caso está sendo investigado. O laudo do exame tem prazo de até 60 dias para ser entregue.

Por meio de nota, a Prefeitura de Trindade disse que afastou a equipe envolvida no caso e apura o ocorrido. “É com imenso pesar que a Prefeitura de Trindade recebe a notícia do falecimento da paciente, e roga ao Pai Eterno conforto para os familiares. Todas as investigações necessárias serão realizadas para elucidar a causa da morte”, diz trecho.

fonte: O Tempo

Bình luận


bottom of page