top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Brasileiro pagou mais de R$ 3 trilhões em impostos em 2023, mostra Impostômetro


O Impostômetro, painel eletrônico da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) que mede o volume de impostos pagos pelos brasileiros durante o ano, atingiu a marca de R$ 3 trilhões na segunda-feira (25), considerando a arrecadação entre 1º de janeiro e 25 de dezembro de 2023.
Criado em 2005, essa é a primeira vez que o painel chega a esse valor. No ano passado, na mesma data, o Impostômetro registrou R$ 2,8 trilhões, R$ 200 bilhões a menos.
Segundo informações do site do Impostômetro, em Minas Gerais, o volume arrecadado no mesmo período foi superior a R$ 221,7 bilhões.
Como funciona
o Impostômetro
O Impostômetro considera todos os valores arrecadados pelas três esferas de governo a título de tributos: impostos, taxas e contribuições, incluindo as multas, juros e correção monetária.
Para o levantamento das arrecadações federais a base de dados utilizada é a Receita Federal do Brasil, Secretaria do Tesouro Nacional, Caixa Econômica Federal, Tribunal de Contas da União, e IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. As receitas dos estados e do Distrito Federal são apuradas com base nos dados do CONFAZ – Conselho Nacional de Política Fazendária, das Secretarias Estaduais de Fazenda, Tribunais de Contas dos Estados e Secretaria do Tesouro Nacional do Ministério da Fazenda.
As arrecadações municipais são obtidas através dos dados da Secretaria do Tesouro Nacional, dos municípios que divulgam seus números em atenção à Lei de Responsabilidade Fiscal, dos Tribunais de Contas dos Estados.
Fonte: O Tempo
bottom of page