top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Briga de trânsito e suspeito procurado: o que se sabe sobre caso de menina de 6 anos morta com tiro em MG

Melissa Maria Ribeiro morreu no último domingo (21), após a caminhonete em que ela estava ser atingida por tiros vindos de outro carro, na Rodovia Fernão Dias. Suspeito do crime ainda não foi encontrado.


Melissa Maria Alexandre Ribeiro tinha 6 anos — Foto: Arquivo Pessoal
Uma criança de 6 anos morreu após ser baleada na cabeça, no último domingo (21), na Rodovia Fernão Dias, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a polícia, a menina foi atingida durante uma briga de trânsito.

Veja, abaixo, o que se sabe e o que falta esclarecer sobre o caso:

  1. O que aconteceu?

  2. O que diz a família da vítima?

  3. Quem é o suspeito?

  4. Quem investiga o caso?


O que aconteceu?


Melissa Maria Ribeiro, de 6 anos, morreu no último domingo (21), após a caminhonete em que ela estava com parentes ser atingida por tiros vindos de outro carro, durante uma briga de trânsito, na Rodovia Fernão Dias, entre Betim e Contagem, na Grande BH. A menina foi baleada na cabeça.

Carro foi atingido por tiros neste domingo — Foto: Reprodução/TV Globo
Segundo a Polícia Militar (PM), o disparo foi dado por um dos ocupantes de um Uno branco. A criança e a família, que são de Raposos, também na Região Metropolitana, voltavam para casa depois de um almoço.

Eles tinham acabado de sair de um restaurante, quando, por volta das 17h, o carro foi "fechado" pelo Uno. Em seguida, o motorista atirou em direção à caminhonete, e a bala acertou o rosto da menina.

O pai da criança encontrou uma viatura que ajudou a abrir caminho até chegar ao Hospital Municipal de Contagem. No entanto, Melissa não resistiu aos ferimentos.

O que diz a família da vítima?


O corpo de Melissa foi velado e enterrado nesta segunda-feira (22). Durante as cerimônias, amigos e familiares da pequena se emocionaram e pediram justiça.

"Ela caiu já morta nos meus braços. [...] Eu quero justiça para pegar ele [o suspeito de atirar]. Por que ele fez isso? Nós vínhamos pra casa tranquilos. Não tinha nada", disse Graciola Ribeiro de Figueiredo, avó de Melissa.

O funeral ocorreu em Raposos, cidade natal da família da menina, também na Grande BH — Foto: Reprodução/TV Globo
O funeral ocorreu em Raposos, cidade natal da família da menina.

"Sempre foi uma menina muito carinhosa, muito meiga, com uma família muito dedicada, muito companheira. É uma dor muito grande", contou Maria de Fátima da Silva, ex-professora da menina.

Quem é o suspeito?


Pelo fato de o crime ter ocorrido em uma rodovia federal, a ocorrência ficou a cargo da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Em nota, a instituição afirmou que, até o momento, "não houve nenhuma prisão ou identificação do veículo de onde partiu os disparos".

A Polícia Militar (PM) prestou apoio à PRF. Até esta segunda-feira (22), a corporação também não havia encontrado o suspeito.

Quem investiga o caso?


A Polícia Civil (PC) informou que investiga o caso e a ocorrência segue em andamento com a PRF. O veículo da família passou por uma perícia técnica ainda no estacionamento do hospital para onde a criança foi levada.

Carro do pai da criança que se envolveu em briga de trânsito na BR-381 passou por perícia técnica — Foto: Henrique Campos/TV Globo
Antes de ser liberado à família, o corpo da menina foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte e passou pelo exame de necropsia.

FONTE:G1


bottom of page