top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Calor excessivo pode provocar sobrecarga do coração, alerta médica


Reprodução

Com a onda de calor que atinge o país nesta semana, os brasileiros devem redobrar a atenção com a saúde. Até mesmo o coração fica sobrecarregado em dias de altas temperaturas. E a maioria dos riscos está relacionada à baixa hidratação, de acordo com a médica pneumologista Michelle Andreata, que trabalha na Santa Casa, na Saúde no Lar e é professora na Unifenas.
“Quando a gente fica desidratado, o coração pode ficar acelerado. Isso porque o nosso corpo vai priorizar a troca de calor, pois tem que manter uma temperatura ideal para o funcionamento. E para que ele não esquente muito rápido, os vasos dilatam na periferia do corpo para fazer essa troca de calor. Em compensação, os vasos que estão mais próximos ao coração entendem que está faltando água no organismo e ficam mais comprimidos. Então a frequência do coração aumenta para circular mais sangue e os grandes vasos ficam mais apertados para manter a pressão e a pessoa não ficar tonta e desmaiar”, explica.
E o risco dessa frequência maior de batimentos do coração é mais perigoso para as pessoas com doenças cardíacas. “O corpo de quem já tem problema cardiovascular não responde de maneira adequada porque os vasos do coração já estão sempre apertados. Então aumenta o risco de infarto”, alerta.
Nestes dias de altas temperaturas, é fundamental ingerir mais água e outros líquidos. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o cálculo da quantidade de água que devemos beber todos os dias é bem simples. São 35 ml diários para cada quilo do nosso corpo. Ou seja, uma pessoa de 60 kg deve fazer a conta 60 kg x 35 ml e descobrir que a recomendação para ela é de 2,1 litros por dia.
“Muitas vezes a gente não consegue ingerir a quantidade necessária de água por falta de hábito ou por negligência. Então tem que lembrar de hidratar não só com água, mas também com outros líquidos. Nessa fase, é importante tomar uma água de coco ou um suco natural de frutas porque eles têm minerais que ajudam na manutenção da hidratação. E o cuidado deve ser maior com idosos e crianças”, orienta a professora de Pneumologia.
Além da ingestão maior de líquidos, também é necessário tomar outros cuidados neste período de calorão para não ter desidratação. “As pessoas devem usar roupas frescas, evitar a exposição ao sol entre dez horas da manhã e três da tarde e é preciso reforçar o uso do protetor solar”, conclui a médica.
Fonte: O Tempo

Comments


bottom of page