top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Casos de dengue disparam em Varginha; Sion e Canaã são bairros com mais casos


Divulgação


Um varginhense que mora em BH veio passar férias na cidade natal com a família, no começo de janeiro. O filho pegou dengue na cidade. Resultado: todos ficaram em casa, acompanhando a evolução da doença do pequeno. Assim como ele, centenas de pessoas estão lotando policlínicas, hospitais e a UPA todos os dias.

Pra se ter uma dimensão do caso:
Em janeiro de 2023, Varginha registrou 3 casos de dengue. Nos 19 primeiros dias de janeiro deste ano já são 143 casos confirmados. Os dados são da Vigilância Epidemiológica.

2024
O Canaã registrou o maior úmero de casos este ano, veja:
Canaã: 41 casos confirmados;
Jardim Corcetti: 15;
Jardim Andere: 13;
Vila Barcelona: 13;
Vila Isabel: 9;
Cidade Nova: 9;
Bom Pastor: 6.

Últimas dez semanas
A Vigilância Epidemiológica também separou dados entre 15 de outubro de 2023 e 23 de dezembro de 2023. São 10 semanas. Nesse cenário, o Jardim Sion é o bairro com mais casos: 513.
Em segundo lugar, o Santana: 237 casos confirmados no mesmo período.
Depois: Centenário (90 ), Centro (71) e Barcelona (42).

Incidência
De acordo com os dados oficiais, a taxa de incidência é considerada média. Mesmo assim, assusta a quantidade de pessoas que procuram auxílio médico.

Sintomas e tratamento
O médico Adrian Nogueira Bueno, que é secretário municipal de Saúde orienta: “Os sintomas comuns incluem febre, erupções cutâneas, dor de cabeça e articulações, além de conjuntivite”.
Ainda não existe um antiviral específico para a dengue: “Usamos as medidas usuais para a doença febril, como hidratação e repouso. Em um quadro grave, adotamos todas as medidas usuais no ambiente de UTI”, explica.

Prevenção
- Elimine recipientes que acumulem água parada, local propício para a reprodução do mosquito;
- Utilize repelentes e vista roupas adequadas, especialmente durante o período de maior atividade do inseto – o começo da manhã e o início da noite;
- Instale telas em janelas e portas para evitar a entrada do Aedes aegypti;
- Mantenha caixas-d’água vedadas e limpas;
- Colabore com ações de controle promovidas pelo poder público.

Fique atento aos sintomas e adote medidas preventivas para combater a proliferação da dengue, uma ameaça que, mesmo sem tratamento específico, pode ser controlada com ações simples e conscientização.
Fonte: Blog do Madeira

Comments


bottom of page