top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Castro defende gestão compartilhada dos aeroportos Santos Dumont e Galeão


Divulgação/Infraero


O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), defendeu na segunda-feira, 12, uma gestão compartilhada dos aeroportos Santos Dumont (doméstico) e Galeão (internacional). A administração dos dois terminais aéreos seria feita em parceria entre União, Estado e Prefeitura do Rio. “Aprendemos que a questão do Rio é uma cidade e um Estado multi aeroportos. Então que possamos ter uma gestão compartilhada entre os dois”, comentou Castro após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em Brasília. De acordo com o Estado, a proposta teria partido do ministro da Casa Civil, Rui Costa. “O presidente gostou muito da ideia de uma gestão compartilhada para que, assim, a gente possa encontrar uma solução definitiva. Ainda será visto qual modelo de negócio será feito para se realizar essa gestão com responsabilidade”, acrescentou o governador, por meio de nota. Há meses a situação dos dois aeroportos tem sido discutida. Governo do Rio e prefeitura criticam o fato de que o Aeroporto Santos Dumont – administrado pela União através da Infraero – aumentou o número de voos. Isso provocou um esvaziamento do Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, administrado pela concessionária Changi, de Cingapura.


JovemPan


Participe do Grupo do Jornal Gazeta de Varginha no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui

Comentários


bottom of page