top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Celebrações do Arraial do Banho de São João em Corumbá Geram Críticas em Meio a Incêndios no Pantanal

Vídeos das celebrações do Arraial do Banho de São João em Corumbá, Mato Grosso do Sul, que mostram um incêndio no Pantanal próximo ao evento, geraram críticas na internet. As festividades, que começaram na última sexta-feira, 21, e terminaram no domingo, 23, ocorreram na orla do Porto Geral, enquanto o Pantanal enfrenta um incêndio de grandes proporções há semanas.

As imagens dos festejos contrastando com o fogo devastando a vegetação suscitaram diversas críticas nas redes sociais. Internautas usaram os perfis da Prefeitura de Corumbá para questionar a decisão de manter a celebração diante da situação crítica no Pantanal. Desde o fim do mês passado, os moradores de Corumbá têm convivido com a fumaça das queimadas. Segundo o governo estadual, a cidade está há 72 dias sem chuva.

Dados Alarmantes do Pantanal
Segundo o jornal O Globo, o número de focos de incêndio antes do auge da temporada de fogo no Pantanal aumentou quase 1.000% este ano. Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram que os focos de calor no bioma, até 10 de junho, se multiplicaram por mais de dez, saltando de 133 no ano passado para 1.388 em 2024. A última vez que o Pantanal teve um início de temporada seca tão crítico foi em 2020, ano que registrou o pior incêndio de sua história.

Medidas de Combate aos Incêndios
Em resposta à situação, o governo do Mato Grosso do Sul solicitou ajuda ao governo federal para combater os incêndios florestais no Pantanal. O Exército fornecerá quatro aeronaves de grande porte, e 50 agentes da Força Nacional devem ser enviados ao estado para atuar em terra. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) também disponibilizará três aeronaves para auxiliar no combate ao fogo.

A manutenção das festividades em meio a uma crise ambiental tão severa destaca a tensão entre a preservação das tradições culturais e a necessidade urgente de ações ambientais. A situação continua a evoluir, e medidas adicionais podem ser necessárias para proteger o Pantanal e suas comunidades.
Fonte: Revista Oeste

Comments


bottom of page