top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Dino afirma que governo Lula vai separar ‘CACs de verdade’ e fechar clubes de tiro ilegais


Will Shutter / Câmara dos Deputados

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino (PSB-MA), afirmou nesta quarta-feira, 26, que o governo Lula vai separar os CACs (caçadores, atiradores e colecionadores) de verdade” e fechar clubes de tiro ilegais. A afirmação aconteceu nesta quarta-feira, 26, dias após as declarações do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), sobre fechar clubes de tiro no Brasil. De acordo com o ministro, a preocupação é com clubes de tiro que não cumprem a lei. “O presidente tem alertado para separar o joio do trigo. Quem é colecionador de verdade, caçador, atirador esportivo muito bem, uma atividade legítima. Agora, o presidente deu essa diretriz e vamos cumprir para intensificar a fiscalização de clube de tiro e, aqueles que não cumprem a lei, obviamente serão fechados”, disse Dino, em entrevista ao canal Gov. “Tem muita gente reclamando, eu lamento porque são pessoas que fazem um discurso falso de defesa da liberdade. Existe liberdade em matar? Existe liberdade para cometer crime? Existe liberdade para fraudar, desviar arma para quadrilha? Não”, também mencionou.

O presidente Lula disse ter pedido a Flávio Dino para que sejam fechados “quase todos” os clubes de tiro do país. Segundo o mandatário, a sociedade brasileira não precisa treinar tiro porque “não estamos nos preparando uma revolução”. “Eles tentaram preparar um golpe. ‘Se fu’”, disse o presidente. “Não acho que o empresário que tem lugar para praticar tiro seja empresário. Sinceramente não acho. Já disse para Dino que temos que fechar quase todos e deixar abertos aqueles que são da Polícia Militar, do Exército e da Polícia Civil. É organização policial que tem que ter lugar para treinar tiro”, disse Lula, que afirmou ainda ser contra o porte de armas por civis.


JovemPan

Comments


bottom of page