top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Dois internados com suspeita de intoxicação após churrasco de empresa saem da UTI; um é transferido de avião para BH

Cinco participantes da festa em Patrocínio (MG) seguem internados; um teve alta, e outro morreu no sábado (12). Caso é investigado pela Polícia Civil.


Santa Casa de Misericórdia em Patrocínio — Foto: TV Integração/Reprodução
Dois dos convidados do churrasco da empresa 4 Folhas internados com suspeita de intoxicação alimentar tiveram alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Misericórdia de Patrocínio nesta terça-feira (16). Ao todo, um homem morreu e seis pessoas foram hospitalizadas após o evento.

Segundo a Santa Casa, os dois pacientes seguem em observação na enfermaria junto com um terceiro. Além deles, um dos internados na UTI foi transferido de avião para o Hospital João XXIII em Belo Horizonte, enquanto outro segue na UTI em Patrocínio, com auxílio de ventilação mecânica.

Além dos cinco que seguem internados, um homem teve alta do Pronto-Socorro Municipal no domingo (14). Já o vendedor Wagner Orlandelli Martin, de 37 anos, morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória. Confira a situação de cada paciente:

  • Olavo Veloso, um dos donos da empresa, transferido em UTI para hospital em BH;

  • Breno Soares Naves, funcionário da empresa, segue na UTI da Santa Casa de Patrocínio;

  • Wagner Veloso, pai de Olavo, transferido da UTI para a enfermaria da Santa Casa de Patrocínio;

  • Airton Franco, funcionário da empresa, transferido da UTI para a enfermaria da Santa Casa de Patrocínio;

  • João Pedro Machado, funcionário da empresa, em observação na enfermaria;

  • Jaime Luiz, funcionário da empresa, teve alta na noite de domingo (14).


A festa


A confraternização foi realizada em uma chácara na região do Bairro Serra Negra na noite de sexta (12). Ao todo, 13 pessoas estavam na chácara, sendo 12 convidados e um churrasqueiro.
No local, todos comeram churrasco e beberam chopp. A carne foi comprada por dois dos participantes e preparada pelo churrasqueiro. Após o evento, sete das 12 pessoas que estavam na festa passaram mal.

Os hospitalizados tiveram sintomas semelhantes, como mal-estar, náusea e vômito. Todos os convidados da confraternização passaram por exames, que serão analisados em um laboratório de Belo Horizonte junto com os alimentos e bebidas servidos na festa.

Conforme o secretário de Saúde de Patrocínio, Luiz Eduardo Salomão, esses exames foram enviados no domingo (14) para a capital. Há ainda exames de sangue feitos nos convidados, e a expectativa é que os resultados seja, divulgados nesta terça (16).

Em nota, a Polícia Civil informou que irá instaurar inquérito para apurar o fato, inclusive com procedimento de oitivas de participantes, organizadores e trabalhadores do evento, para verificação do ocorrido.

FONTE:G1

Comentários


bottom of page