top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

EUA anunciam operação no Mar Vermelho após ataques de grupo rebelde do Iêmen

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, condenou na terça-feira (14) os ataques de um grupo rebelde do Iêmen – conhecido como houthis – a navios comerciais no Mar Vermelho. A declaração acontece um dia depois dos EUA anunciarem uma nova operação marítima multinacional liderada para proteger navios na região.
Durante viagem ao Oriente Médio, Austin disse que os recentes ataques “imprudentes” dos houthis apoiados pelo Iêmen e apoiados pelo Irã “são um sério problema internacional e exigem uma resposta internacional firme.”
“Esses ataques ameaçam o livre fluxo de comércio e colocam em perigo marinheiros inocentes”, disse o secretário americano. E finaliza: “eles devem parar”.
Austin também convidou os 42 países que participam da operação a se juntarem à condenação pública das ações dos houthis e a participarem de patrulhas operadas internacionalmente “para garantir a liberdade de navegação para todos os países.”
As forças houthis no Iêmen têm visado navios comerciais no Mar Vermelho, reivindicando os ataques como vingança contra Israel por sua guerra contra o Hamas.
A gigante petrolífera BP anunciou na segunda-feira (18), que irá pausar todos as operações através do Mar Vermelho devido à “deterioração da situação de segurança”. A região é um corredor crítico para o comércio mundial.
A operação multinacional liderada pelos EUA para combater os ataques Houthi inclui o Reino Unido, Bahrein, Canadá, França, Itália, Holanda, Noruega, Seychelles e Espanha.
Fonte: CNN

Comments


bottom of page