top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Família de menina morta em briga de trânsito nega qualquer discussão com suspeito de atirar contra ela

Pai, mãe e avó prestaram depoimento para a Polícia Civil. Homem que atirou ainda está sendo procurado.


A família da menina de 6 anos que morreu durante uma briga de trânsito negou ter discutido com o suspeito de atirar contra ela. Pai, mãe e avó da garota foram ouvidos pela Polícia Civil nesta terça-feira (23).

"Simplesmente vínhamos dirigindo pela BR-381 e de repente aparece uma pessoa do lado, no Uno branco, e imaginamos que tinham mais pessoas, mas não temos certeza. A pessoa com vidro baixo xinga ele, na sequência vira a cabeça para o outro lado, pega a arma, posiciona no braço esquerdo e atira. [...] Não houve discussão nenhuma", disse Leandro dos Santos, tio de Melissa, que foi à delegacia na condição de acompanhante.

Os primeiros a serem ouvidos pela polícia foram o pai, que dirigia o carro, e a avó, que estava no banco de trás, ao lado de Melissa Maria Ribeiro, que morreu baleada, e do irmão dela, de três anos. Em seguida, a mãe também foi ouvida.

Melissa Maria Alexandre Ribeiro tinha 6 anos — Foto: Arquivo Pessoal
O suspeito de atirar ainda não foi localizado e está sendo procurado pela Delegacia Especializada de Homicídios de Contagem.

As investigações apontam, inicialmente, que o disparo que matou Melissa Maria Ribeiro foi dado por um dos ocupantes de um carro branco, que teria sido fechado pelo carro da família da criança. A tragédia aconteceu no último domingo (21), na Rodovia Fernão Dias.

O caso


A menina de 6 anos morreu após o carro em que ela estava ser atingido por tiros vindos de outro veículo que trafegava pela Rodovia Fernão Dias (BR-381), na Grande BH.

Segundo a Polícia Militar, o disparo foi dado por um dos ocupantes de um Uno branco, que teria sido fechado pelo carro da família da vítima. A polícia faz buscas no momento para encontrar o autor dos disparos.

A família e Melissa são de Raposos e, segundo parentes, voltavam para casa. Eles tinham acabado de sair de um restaurante e o crime aconteceu por volta das 17h.

Após ser supostamente fechado pela caminhonete da família de Melissa, o outro motorista atirou na direção do veículo, e a bala atingiu o rosto da menina.

O pai da criança encontrou uma viatura que ajudou a abrir caminho até chegar ao Hospital Municipal de Contagem, mas Melissa não resistiu aos ferimentos.

FONTE:G1

Comments


bottom of page