top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Fitch Reafirma Classificação de Risco do Brasil em "BB" com Perspectiva Estável

A Fitch reafirmou nesta quinta-feira (27) a classificação de risco do Brasil em “BB”, com perspectiva estável, apontando para a vasta e diversificada economia brasileira, mas ressaltando limitações devido a incertezas fiscais.
Na visão da agência, as classificações para o Brasil são apoiadas pela grande e diversificada economia do país, alta renda per capita, finanças externas fortes e resiliência a choques, além de baixa participação de dívida em moeda estrangeira, entre outros pontos.
A Fitch destacou, no entanto, que a percepção foi limitada por um “baixo potencial de crescimento econômico, baixas pontuações de governança, rigidezes orçamentárias e dívida pública alta e crescente em relação ao Produto Interno Bruto (PIB)”.
“As perspectivas incertas para a redução de grandes déficits fiscais, apesar da implementação de uma nova regra fiscal, permanecem uma fonte chave de vulnerabilidade macroeconômica, com repercussões adversas para a confiança do mercado e a política monetária”, afirmou a agência em relatório.
A Fitch projeta um déficit primário de 0,7% do PIB em 2024, implicando um desvio modesto em relação à atual meta de déficit zero do governo. “A regra fiscal do Brasil exigirá cortes de gastos caso as projeções oficiais sinalizem tal desvio, e pode haver pressão para relaxar as metas para evitar isso, representando um teste para esse novo cenário.”
A agência afirmou que as perspectivas fiscais para além de 2024 são ainda mais incertas e que novas medidas de arrecadação serão necessárias nos próximos anos para compensar aquelas implementadas que são transitórias.
A Fitch destacou ainda que mudanças nos gastos provavelmente serão necessárias, e que, embora opções estejam sendo consideradas, elas “não têm apoio claro dentro do governo“.

fonte:CNN

Comments


bottom of page