top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Governo do Estado reforça compromisso com destinação de recursos que seriam investidos no Hospital Regional de JF


O secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, atualizou, durante videoconferência de audiência pública da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), a análise que a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) tem realizado a respeito da aplicação dos R$ 150 milhões que seriam destinados à retomada das obras do Hospital Regional de Juiz de Fora. Para debater a destinação dos recursos, foi realizada audiência no dia 10/5, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do município.

“Nós sabemos que o Hospital de Pronto Socorro Dr. Mozart Teixeira (HPS) tem um tamanho pequeno para atender às necessidades do município”, disse o secretário. Além disso, parte do recurso também poderá ser utilizada no Hospital Regional João Penido e para investimentos na rede de alta complexidade. “A região tem problemas no atendimento de alta complexidade, principalmente na cardiologia, onde parte do recurso também poderá ser aplicado”, declarou.

Foi reafirmado pelo secretário de Estado de Saúde o compromisso do Governo de Minas em investir o recurso na região da Zona da Mata e na abertura de diálogo com a Prefeitura Municipal de Juiz de Fora, Ministério Público e Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems). “A discussão dos investimentos será feita com o município, com a região, para que a gente entenda qual é a área da saúde que necessita receber o recurso mais rapidamente”, pontuou Baccheretti.

A audiência pública contou com a participação de membros do Ministério Público, da SES-MG, prefeitura de Juiz de Fora, além de outras autoridades e representantes de diferentes órgãos e da sociedade civil. Houve o comprometimento de se fazer mais uma reunião para a continuidade das análises sobre as áreas que precisam receber o recurso mais rapidamente.

Entenda a situação do hospital regional
O Governo de Minas anunciou, em abril deste ano, que não daria continuidade às obras do Hospital Regional devido a graves problemas de execução da obra do hospital, que teve início em 2009 e estava parada desde 2017.

Em visita ao município de Juiz de Fora, no dia 26/4, o secretário Fábio Baccheretti apresentou laudos e diagnósticos da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra) do Governo de Minas Gerais (Seinfra), que colocaram em dúvida a estabilidade da edificação, apontando vários erros e deterioração da estrutura com o decorrer do tempo, além de dificuldades de terminar a obra a curto prazo. “Não há dúvidas que o problema é de execução e não de projeto. Governador Valadares e Sete Lagoas têm projetos semelhantes. E lá, Valadares e Sete Lagoas, as obras estão aceleradas e devem ficar pronta em dois anos”, explicou durante a visita.

Investimentos em Saúde
Em 2023, foram mais de R$ 134 milhões repassados pela SES-MG ao Fundo Municipal de Saúde de Juiz de Fora, valor superior aos valores nos cinco anos anteriores.

A região também foi contemplada com cinco tomógrafos. Já estão em funcionamento dois equipamentos, um no município de Santos Dumont e outro no Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus (HMTJ), em Juiz de Fora. O tomógrafo de São João Nepomuceno já foi entregue. Outros dois, destinados ao Instituto Brasileiro de Gestão da Saúde (IBG SAÚDE) e Hospital Universitário, em Juiz de Fora, estão em fase de tramitação de documentos.

O Consórcio Intermunicipal de Saúde Agência de Cooperação Intermunicipal em Saúde Pé da Serra (CIS-Acispes) foi contemplado com um mamógrafo no valor de aproximadamente R$ 1,2 milhão. Este recurso está no Fundo Municipal de Saúde de Juiz de Fora.
Fonte: AgênciaMinas

Comments


bottom of page