top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Governo Federal Planeja Economizar R$ 30 Bilhões com Revisão de Benefícios Sociais


O governo federal estima uma economia de até R$ 30 bilhões em 2025 por meio de um pente-fino em benefícios sociais. A medida envolve a revisão das listas de beneficiários que recebem de forma irregular o Benefício de Prestação Continuada (BPC), benefícios por incapacidade, e o Bolsa Família. A revisão desses benefícios pode gerar uma economia anual de até R$ 20 bilhões, somada aos esforços do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) com o sistema Atestmed, que concede auxílio-doença por meio de análise documental, resultando em quase R$ 10 bilhões adicionais.
Segundo interlocutores do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a equipe econômica está trabalhando minuciosamente para fechar as contas da proposta de orçamento de 2025, que deve ser enviada até 31 de agosto, já incluindo essas estimativas.
Outras revisões, como mudanças no Proagro e na aposentadoria rural, podem se somar aos esforços do governo. A revisão dos benefícios sociais visa conter despesas, garantir a eficiência dos gastos públicos e atingir a meta de zerar o déficit das contas públicas.
O tema foi discutido com o presidente em reunião com os ministros Fernando Haddad (Fazenda), Simone Tebet (Planejamento), Esther Dweck (Gestão), Carlos Lupi (Previdência) e Wellington Dias (Desenvolvimento Social) nesta quarta-feira (19). Desde o ano passado, o Tribunal de Contas da União (TCU) tem trabalhado junto às equipes dos ministérios do Planejamento e da Previdência, apontando problemas nos cadastros de beneficiários e acompanhando a evolução desses números.

Comentarios


bottom of page