top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Grávida de gêmeas descobre que filhas siamesas dividem apenas um coração no MS

Ela relatou momentos de aflição com a gravidez de risco; filhas que estão ligadas pelo tórax e dividem o cordão umbilical


Para fazer o acompanhamento da gravidez de risco das gêmeas a futura mamãe precisa se deslocar mais de 200km Arquivo pessoa/ reprodução/ g1

A balconista Luciane Setene, de 38 anos, grávida de cinco meses de gêmeas, descobriu que as filhas são siamesas e dividem apenas um coração.

Conforme o G1, Luciene mora em Rio Verde do Mato Grosso do Sul e tratava um cisto no ovário quando descobriu que estava grávida das gêmeas. No primeira ultrassom, o médico identificou dois fetos e um coração. As irmãs, que vão se chamar Arielly e Allanys, se alimentam por um só cordão umbilical.

“Comecei meu pré-natal como qualquer mãe. Fui no postinho normal. Através dos primeiros exames de ultrassom no posto da minha cidade. Neste momento, vimos algo diferente: eram dois bebês gêmeos, mas não aparecia dois batimentos”, contou Luciane.

Ela relatou momentos de aflição com a gravidez de risco. “A gente dorme, mas não dorme ao mesmo tempo. O meu psicológico ficou bem abalado, complicado. Não sei como explicar ainda, o impacto é grande”, disse.

Luciane conta com a ajuda de amigos e família para bancar as idas à Santa Casa de Campo Grande, que fica a 200 km de onde mora para fazer acompanhamento médico.

Gêmeos siameses são um fenômeno raro: estima-se que haja um caso para cada 200 mil nascimentos. A mãe ainda não sabe se as filhas serão separadas logo após o nascimento.

Comments


bottom of page