top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Homem é morto pelo próprio irmão após discussão em posto de combustíveis em Três Pontas, MG

Segundo a Polícia Civil, suspeito de 60 anos teria feito dois disparos contra o irmão mais novo, de 56. Autor dos disparos foi localizado e preso após o crime.


Fotos: Denis Pereira/Equipe Positiva
 
Um homem de 56 anos matou o próprio irmão de 60 anos, com um tiro, durante uma discussão em um posto de combustíveis, na tarde deste domingo (10), no bairro Antônio de Brito em Três Pontas.

De acordo com a Polícia Militar, os dois irmãos estavam conversando e bebendo no posto de combustíveis que fica na Rua Barão da Boa Esperança. Passado cerca de 40 minutos, os frentistas perceberam que eles começaram a discutir e depois ouviram estampidos que seriam de arma de fogo.

Fotos: Denis Pereira/Equipe Positiva

Neste momento, eles já estavam brigando e ambos caíram no chão. No meio da briga, Pedro Albino deu um soco no rosto de seu irmão. Seu irmão para revidar, sacou uma arma que estava na cintura, um revólver calibre 22 e deu um tiro no peito.

Pedro Albino caiu no chão. O acusado saiu tranquilamente e fugiu no seu carro para a zona rural de Três Pontas. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado no local, mas quando chegou o homem já estava morto.

Fotos: Denis Pereira/Equipe Positiva

Fotos: Denis Pereira/Equipe Positiva

Fotos: Denis Pereira/Equipe Positiva

Rapidamente as guarnições foram empenhadas na ocorrência e fez a prisão do suspeito. O suspeito foi preso em casa, no Sítio Pau D’Alho, que fica entre Três Pontas e o Distrito do Quilombo Nossa Senhora do Rosário. Quando os policiais chegaram na propriedade, o homem disse que não sabia ter matado seu próprio irmão. A Perícia da Polícia Civil esteve no local.

Dentro do imóvel, os policiais encontraram o revólver calibre 22, com dois cartuchos deflagrados e uma espingarda polveira que estava municiada e pendurada na sala da casa.

O suspeito foi preso, o veículo e as armas foram apreendidas e tudo foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de plantão em Varginha.


FONTE: Equipe Positiva

Comments


bottom of page