top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Homem contrai bactéria 'comedora de carne' após pisar em conchas


Um americano foi infectado por uma bactéria "comedora de carne" após pisar em conchas na costa da Carolina do Sul (EUA). Brent Norman contraiu a bactéria após pisar em conchas durante uma caminhada em Charleston. Ele tem o hábito de andar entre as ilhas Sullivan e Palms para completar a meta de 20 mil passos diários, explicou ao canal WCIV.

Naquele dia, ele diz que a maré estava alta e "infelizmente" acabou pisando em várias conchas. O incidente aconteceu no final de abril.

Nos dias seguintes, ele começou a sentir dores no pé direito. "Era como se alguém tivesse perfurado meu pé com um prego. Naquele momento, eu não estava mais andando".

Brent demorou quase uma semana para procurar um médico. "Todo mundo na sala de espera ficou com os olhos esbugalhados. Dava para perceber que as pessoas estavam desconfortáveis de ficar sentadas perto de mim".
O diagnóstico foi que ele contraiu a bactéria Vibrio vulnificus, que entra no corpo por meio de feridas abertas. Ele provavelmente foi infectado por ter pisado em uma concha.

A bactéria Vibrio se prolifera em temperaturas quentes, incluindo águas do oceano ou de enchentes. O Departamento de Saúde e Controle Ambiental da Carolina do Sul diz que, entre os meses de maio e outubro, há concentrações mais altas da bactéria no oceano.

A Vibrio vulnificus é conhecida como "comedora de carne" porque pode evoluir para fasciíte necrosante, condição que causa a decomposição do tecido. A bactéria pode causar sepse se entrar na corrente sanguínea -e, em alguns casos, pode levar a amputações para evitar a disseminação para outras partes do corpo.

Sem tratamento, a bactéria também pode levar à morte. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças diz que uma em cada cinco pessoas infectadas morre. Nos EUA, são cerca de 200 casos por ano.

Brent está tomando antibióticos e ainda se recupera. "Minha recompensa é morar na praia e pretendo continuar fazendo isso, assim que meu pé estiver curado estarei de volta à praia".
Fonte: O Tempo

コメント


bottom of page