top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Influenciador encontrado enterrado teria morrido durante relação sexual, diz casal à polícia



O casal preso e investigado pela morte do influenciador digital Carlos Henrique Medeiros, de 26 anos, disse, em depoimento à polícia, que o youtuber morreu enquanto mantinha relações sexuais com uma mulher.
De acordo com o delegado que investiga o caso, Luis Roberto Faria Hellmeisterf, a jovem de 17 anos será convocada para prestar depoimento nos próximos dias. Por ser menor de idade, ela deverá estar acompanha pelo pai ou pela mãe.
O delegado titular da Delegacia de Itapecerica da Serra (SP) disse que o casal declarou que o influenciador consumiu uma grande quantidade de cocaína na virada da noite de 24 para 25 de dezembro. Ele e a jovem foram o banheiro da casa e tiveram relações sexuais. Durante o ato, ainda segundo o depoimento do casal, o influenciador sofreu um mal súbito e morreu.
“Tudo indica que foi uma relação consensual. Não foi abuso. Eu tenho que saber efetivamente o que aconteceu lá. Hoje é uma dificuldade ouvir menor de idade. Apesar disso, eu vou ouvi-la porque ela foi a última pessoa que teve contato com a vítima”, afirmou o delegado.
Laudos
Hellmeisterf disse que o laudo toxicológico — que estará concluído em até duas semanas — vai apontar se, de fato, o influenciador consumiu cocaína, como sustenta o casal.
Já o laudo necroscópico, que ficará pronto esta semana, irá determinar a causa da morte: se foi overdose, um mal súbito associado a alguma doença preexistente ou até mesmo homicídio.
O delegado afirmou que a população do bairro em Itapecerica onde morava o influenciador está revoltada com a morte de Carlos Henrique Medeiros. O rapaz era muito popular e tinha mais de 1,7 milhão de seguidores no YouTube.
Hellmeisterf lamentou que algumas pessoas tenham ateado fogo na casa dos suspeitos. “Mesmo que eles fossem os autores de um eventual homicídio, não podemos expor ninguém a uma barbárie”, disse o delegado.
O casal continua preso na delegacia de Itapecerica da Serra, na região metropolitana de São Paulo, desde o dia 31 de dezembro. O homem e a mulher confessaram que enterraram o corpo do influenciador digital no quintal da casa onde moram porque que ficaram desesperados após o encontrá-lo morto no banheiro.
Segundo a polícia, eles deixaram a residência no dia 26, e quando souberam que a população tinha colocado fogo na casa, se entregaram à delegacia no dia 31 de dezembro. O casal temia ser encontrado e linchado.
Fonte: CNN

Comments


bottom of page