top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Jovem que atropelou mais de 10 pessoas em Minas vai responder por homicídio triplamente qualificado

Polícia Civil informou nesta quarta-feira (8) que concluiu o inquérito. Tragédia aconteceu há exatos dois meses, matando 3 pessoas - uma na hora e outras duas que foram hospitalizadas.


Carro acidente atropelamento torneio leiteiro Juiz de Fora — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Geovani Schaeffer, de 24 anos, que dirigia o carro que atropelou mais de 10 pessoas no estacionamento do Estádio Municipal, durante o Torneio Leiteiro de Juiz de Fora, responderá por homicídio triplamente qualificado - três consumados e oito na forma tentada.
As qualificadoras serão motivo torpe, recurso que dificulte ou impossibilite a defesa da vítima e vítima menor de 14 anos.
Conforme informações da Delegacia Especializada de Investigação de Homicídios da Polícia Civil de Minas Gerais, o inquérito foi finalizado, descartando defeitos ou falhas mecânicas no veículo.
“Algumas testemunhas de defesa alegaram que poderia haver defeito mecânico no acelerador e no freio do veículo. Porém, a perícia técnica descartou essa hipótese, alegando que o veículo está em perfeitas condições”, informou o delegado o Daniel Buchmüller. Ainda conforme ele, uma testemunha ouvida pela polícia confirmou a versão de que Geovani teria dito que acabaria com a festa:
“Há uma testemunha que estava no local que presenciou o autor dizendo a seguinte frase: “Eu vou acabar com esta festa, logo antes do ocorrido, comprovando que ele ajudou o dono direto em matar”.
Segundo a polícia, o suspeito ficou em silêncio durante o depoimento. Após internação de aproximadamente 50 dias no Pronto Atendimento Dr. Mozart Teixeira (HPS), Geovani teve alta no dia 27 de outubro e deu entrada no Presídio de Eugenópolis, onde ficará à disposição da Justiça. Vítimas Dionizia Marinho Lopes, de 56 anos, morreu logo após o atropelamento, na madrugada do dia 8 de setembro.

FONTE:G1

Comments


bottom of page