top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Mais de 30 pessoas são presas em ação contra garimpo ilegal em Minas

Na operação em Diamantina, foram apreendidos 10 detectores de metais, além de equipamentos como pás, enxadas, picaretas, peneiras e bateias


Uma grande área de cerrado foi invadida e desmatada.Crédito: PF
Encontrar mais integrante de grupo de garimpo ilegal, descoberto em Diamantina, no Vale do Jequitinhonha, é um dos objetivos da operação “Oro de Tolo”. A ação conjunta é realizada nesta quinta-feira (7/12) pela Polícia Militar de Meio Ambiente, 14ª Região de Polícia Militar (RPM), Comando de Aviação do Estado (Comave), Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e Polícia Federal. A operação resultou na prisão de 31 pessoas, além da apreensão de vasto maquinário. As Investigações começaram há uma semana, quando foi detectado o primeiro indício de garimpo ilegal. A partir daí, foi montada a operação, desencadeada nesta quinta. No total, foram empenhados 60 policiais militares. LEIA TAMBÉM

Com o auxílio de drones e do helicóptero Pegasus, foram apreendidos 10 detectores de metais, uma arma de fogo calibre 22, um rádio de comunicação, além de equipamentos como pás, enxadas, picaretas, peneiras e bateias. Segundo o tenente-coronel Flávio Santiago, o crime cometido é de usurpação do solo, que é federal. Os presos e os materiais apreendidos foram encaminhados à Polícia Federal.
Ainda de acordo com o militar, o primeiro objetivo, identificar e efetuar a prisão de pessoas que atuam ilegalmente na área de garimpo, além de apreender equipamentos, drogas, armas e outros ilícitos envolvidos na atividade, foi atingido. Os presos e todo o material apreendido foram encaminhados à Polícia Federal.


FONTE: ESTADO DE MINAS GERAIS




Commentaires


bottom of page