top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

MG: Hemominas incentiva doação de sangue antes do Carnaval

Especialmente em períodos de recesso, em que a ocorrência de acidentes aumenta, doação é essencial para manter estoques em níveis seguros


Fundação Hemominas convoca população a doar sangue antes da folia de Carnaval, na capital e interior do estado crédito: Divulgação/Hemominas
Neste clima de pré-Carnaval, unidades da Fundação Hemominas em Minas Gerais estimulam a doação de sangue por meio de campanhas locais em espaços públicos ou até decorando espaços em que o doador é recebido.

O incentivo vem do Hemocentro de Belo Horizonte (HBH), que, entre os dias 5 e 9 de fevereiro, com o auxílio da mascote da fundação, organiza a distribuição de filipetas (pequenos folhetos), convidando o público a doar em ações realizadas em áreas de muito movimento, como aeroporto, rodoviária e estação central do metrô da capital.

Neste período de férias e feriados, a Hemominas também programa ações, como a busca ativa de caravanas com empresas parceiras para comparecimento durante a semana de pré-Carnaval e realização de coletas externas, divulgação em painéis de comunicação visual e elevadores e entrega de cartão específico de divulgação da causa por meio do aplicativo Uber.

Campanhas no interior

Com ações previstas para início do mês até 16 de fevereiro, o Hemocentro Regional de Uberlândia vai investir na divulgação. Por meio de decoração temática, lembrancinhas referentes à data e atrações musicais com parceiros locais, as cidades do interior buscam atenção do público doador.

O Hemonúcleo de São João del-Rei, por exemplo, prepara a campanha “Em ritmo de solidariedade”, realizada em parceria com escolas de samba tradicionais da cidade. A mobilização visa sensibilizar foliões acerca da importância da doação de sangue, especialmente em períodos de recesso, em que a possibilidade de ocorrer acidentes aumenta.

A Fundação Hemominas também propõe outra ação: convidar blocos de Carnaval pelo estado a gravar vídeos convidando o público a doar sangue antes da folia. A iniciativa foi bem sucedida em 2023.

Nível de alerta

O cenário dos bancos de sangue da Hemominas registra níveis de alerta, principalmente os dos grupos O negativo, O positivo e A negativo, que, constantemente, ficam com maior baixa.

O mais preocupante é o tipo O negativo, grupo conhecido como doador universal e que pode ser transfundido em pessoas de qualquer outro grupo sanguíneo. Entretanto, pacientes O negativo só podem ser atendidos por doadores do mesmo tipo.

Critérios para doar sangue

Entre os critérios básicos para doar, destacam-se:

- estar em boas condições de saúde;
- ter entre 16 e 69 anos de idade. Jovens de 16 e 17 anos podem doar, acompanhados pelo responsável legal ou portando autorização disponível no link. A partir de 61 anos, o candidato à doação precisa comprovar a realização de, pelo menos, uma doação anterior;
- pesar mais de 50 kg;
- estar bem descansado no momento da doação;
- não ingerir bebida alcoólica 12 horas antes da doação;
- não ter sido exposto a situação de risco para doenças transmissíveis pelo sangue;
- não ter tido hepatite após os 11 anos;
- apresentar documento de identificação oficial e original, com foto, filiação e assinatura.
- Se tiver feito tatuagem ou maquiagem permanente, em locais que possuam alvará sanitário, poderá doar após seis meses. Caso não seja possível determinar a segurança sanitária, deverá aguardar 12 meses.

A doação pode ser agendada on-line ou pelo aplicativo MGapp-Cidadão. Em caso de não comparecimento, solicita-se cancelar o agendamento para disponibilizar o horário a outro candidato.

FONTE: Agência Brasil

Comments


bottom of page