top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Minas Gerais Avança na Valorização Energética de Resíduos Sólidos com Projeto Piloto "Minas Recicla Energia"

Minas Gerais deu um importante passo na valorização energética dos resíduos sólidos urbanos com o projeto piloto “Minas Recicla Energia”. Este projeto avalia a produção e utilização de resíduos sólidos urbanos, provenientes da coleta seletiva, para a produção de combustível alternativo destinado aos fornos de clínquer na fabricação de cimento.

Lançado em maio de 2023 pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), o projeto coloca os catadores de materiais recicláveis como protagonistas não só na reciclagem, mas também no reaproveitamento energético. Agora, a iniciativa se expande para a região Sul de Minas.

Durante o mês de junho, uma equipe técnica da Semad visitou os municípios de Ijaci, Perdões, Nepomuceno e Lavras para articular com as associações de catadores da região, preparando-as para a implantação da segunda fase do projeto.

O trabalho, coordenado pela Semad, já envolve os municípios de Pedro Leopoldo, Lagoa Santa e Matozinhos, além das Associações de Catadores de Materiais Recicláveis de Lagoa Santa (Ascamare), Pedro Leopoldo (Ascapel) e Matozinhos (Asmatoz). O projeto também conta com a participação da indústria CSN Cimentos Brasil S.A e da Universidade Federal de Lavras (UFLA).

Atualmente, o projeto piloto está na fase de caracterização dos resíduos da coleta seletiva encaminhados à CSN para a produção do Combustível Derivado de Resíduos Urbanos (CDRU). Segundo Débora Nery, diretora de Resíduos Sólidos Urbanos da Semad, “um dos objetivos do projeto é precificar o refugo utilizado na produção de CDRU, compondo uma fonte de renda adicional para os catadores”.

Para o subsecretário de Saneamento da Semad, Anderson Diniz, “o projeto reafirma o pioneirismo de Minas e da indústria cimenteira como signatários da campanha Race to Zero”, referindo-se à ação global que busca neutralizar as emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050.

Com o desenvolvimento do “Minas Recicla Energia”, espera-se um avanço significativo na gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) em Minas Gerais, valorizando as frações combustíveis dos resíduos e melhorando o desempenho social, econômico e ambiental dessa gestão.
Fonte: Agencia Minas

Comments


bottom of page