top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Ministro da agricultura planeja Plano Safra recorde de R$ 500 bilhões e seguro rural triplicado


O novo Plano Safra está prestes a atingir um marco histórico, ultrapassando pela primeira vez a marca de R$ 500 bilhões em linhas de crédito e incentivos para os produtores rurais, conforme declarou à CNN o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro.
Na safra 2023/24, o plano já havia alcançado um recorde de R$ 435 bilhões. Para o período 2024/25, o ministro revelou que está negociando com a equipe econômica um valor "ainda maior", superando os R$ 500 bilhões.
Em resposta a uma forte demanda do setor, o Seguro Rural poderá ser dobrado ou até triplicado. Esse programa, que protege os produtores contra adversidades climáticas como secas e enchentes, conta com recursos orçamentários. Atualmente, o governo prevê gastar cerca de R$ 1 bilhão.
“Imagine um produtor gaúcho enfrentando outra intempérie. Defendo que 100% dos produtores no Rio Grande do Sul estejam cobertos. As mudanças climáticas são uma realidade. Mato Grosso, por exemplo, enfrentou uma das maiores secas dos últimos anos. O Seguro Rural com R$ 1 bilhão não é suficiente para a agropecuária brasileira,” destacou Fávaro.
A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a bancada ruralista estão pressionando por mais recursos como uma das prioridades para o Plano Safra 2024/25.
“Precisamos aumentar para R$ 2 bilhões ou R$ 3 bilhões, dobrar ou até triplicar,” concordou Fávaro, mencionando que está em negociação com outros ministérios, especialmente com a Fazenda.
Além de planejar pagamentos recordes, o ministro assegura que o novo Plano Safra oferecerá taxas de juros mais baixas do que as aplicadas no ciclo anterior.

fonte:CNN

Comments


bottom of page