top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Ministro de Minas e Energia e presidente da Petrobras participam de encontro na FIEMG


Foto: Sebastião Jacinto Junior


Nesta última segunda-feira (30), o presidente da FIEMG, Flávio Roscoe, reuniu-se com o Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, durante o ‘’1°Encontro de Óleo, Gás e Biocombustíveis para o Fortalecimento da Cadeia de Produção Industrial e Comercial Brasileira”.
Deputados federais e estaduais, empresários e representantes de diversas instituições públicas também participaram do evento, realizado na sede da Federação, em Belo Horizonte.

Foram apresentadas oportunidades para fornecedores em projetos futuros da Petrobras, com foco, sobretudo, em Minas Gerais. A Companhia planeja investir, até 2027, US$2,6 bilhões na Refinaria Gabriel Passos (REGAP), em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. Para a refinaria mineira, há projetos para o aumento da eficiência energética, assim como de redução de emissões de carbono, dentro das ações que integram o plano de transição energética justa e inclusiva. Com os recursos, a capacidade produtiva da Refinaria Gabriel Passos passará dos atuais 170 mil barris por dia para 240 mil por dia.

Para o presidente da FIEMG, a previsão de investimentos pela Petrobras na REGAP irá transformar a relação da refinaria com setor produtivo do Estado. Segundo ele, “a Petrobras e a REGAP possuem importância fundamental para a indústria mineira. Fazer investimentos na refinaria é uma forma de valorizar a indústria e a população do Estado’’. Flávio Roscoe ainda lembrou do compromisso do setor produtivo com a sustentabilidade, sendo necessário, portanto, garantir a expansão da cadeia dos biocombustíveis para que sejam alcançadas as metas de descarbonização até 2050.

Jean Paul Prates, presidente da Petrobras, destacou que considera Minas Gerais ‘’um dos principais polos geradores de fornecimento, suprimentos e serviços para a indústria do petróleo do país’’. Por isso, na avaliação dele, investimentos no Estado são importantes para a revitalização dos processos e geração de empregos.
Já o Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, ressaltou que o Governo Federal tem trabalhado para fomentar a industrialização e a reindustrialização do país. Ele afirmou, ainda, que a transição energética e o incentivo ao uso de novas fontes de energia – como solar, eólica e hidrogênio verde – são ações prioritárias para a pasta nos próximos anos.

留言


bottom of page