top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Neymar Acelera Recuperação de Lesão no Joelho com Tecnologia de Ondas de Choque

Desde outubro de 2023, Neymar Júnior, astro do futebol, tem utilizado tecnologia de ponta para acelerar a recuperação de uma lesão no ligamento cruzado do joelho esquerdo. O tratamento escolhido é a terapia por ondas de choque, que apresenta uma eficácia superior a 90% no tratamento de diversas lesões ortopédicas.

A lesão ocorreu durante a quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas do ano passado. Desde então, Neymar tem se submetido a esse método não invasivo, que é amplamente utilizado para tratar lesões ortopédicas. Segundo o médico fisioterapeuta Marco Antônio de Araújo, a terapia por ondas de choque oferece alívio rápido da dor, além de recuperar a mobilidade e a função do joelho.

"A terapia por ondas de choque tem se mostrado uma ferramenta essencial para acelerar a recuperação das lesões de um atleta de alto rendimento", explica Araújo. "Esta tecnologia proporciona alívio da dor e proliferação de vasos sanguíneos, criando condições biológicas favoráveis para uma regeneração efetiva e mais rápida. Isso permite que o atleta recupere os movimentos e a força muscular, retornando às atividades normais em menor tempo."

Tecnologia Eficaz e Segura
O Dr. Araújo, especialista na Sociedade Nacional de Terapia por Ondas de Choque, destaca que, na última década, essa tecnologia tem recebido crescente reconhecimento na comunidade científica. Estudos têm demonstrado sua eficácia e segurança no tratamento de condições ortopédicas e esportivas.

"Dados mostram eficácia superior a 90% em diversas lesões do aparelho locomotor, tanto em atletas quanto em pessoas comuns", afirma Araújo. "A terapia por ondas de choque é uma técnica valiosa e eficaz, indispensável nos departamentos médicos e de fisioterapia de atletas de alto rendimento, como Neymar."

Em abril, Samer Al Shahrani, fisioterapeuta do Al-Hilal, clube em que Neymar atua, divulgou que o jogador entrou na fase "mais importante do processo de recuperação". No entanto, ainda não há previsão de alta médica para o atleta.
Fonte: Revista Oeste

Comments


bottom of page