top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Nova Casa de Semiliberdade Feminina é Inaugurada em Uberlândia para Ressocialização de Adolescentes

Na manhã desta terça-feira (18/6), a cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, celebrou um avanço significativo na ressocialização de jovens meninas em conflito com a lei. A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), por meio da Subsecretaria de Atendimento Socioeducativo (Suase), inaugurou a primeira Casa de Semiliberdade feminina no município. Este novo espaço possui capacidade para abrigar 20 adolescentes e funcionará no formato de casa-albergue.

Acompanhamento e Ressocialização
As jovens que forem destinadas a esta nova casa serão acompanhadas e orientadas por uma equipe profissional. Durante o período em que estiverem na semiliberdade, elas deverão frequentar a escola, participar de cursos profissionalizantes e manter a convivência familiar e comunitária. O objetivo é oferecer um atendimento mais humanizado e digno, promovendo a ressocialização e reinserção dessas adolescentes na sociedade.

O secretário Rogério Greco, presente na inauguração, destacou a importância deste projeto: "É a concretização do nosso compromisso em oferecer um atendimento mais humanizado e digno às adolescentes em conflito com a lei, promovendo sua ressocialização e reinserção na sociedade."

Avanço na Política Socioeducativa
A nova Casa de Semiliberdade de Uberlândia é a segunda no estado de Minas Gerais destinada exclusivamente ao público feminino, sendo a primeira localizada na capital. A subsecretária Giselle Cyrillo ressaltou a importância de um atendimento regionalizado e específico para o público feminino, que representa aproximadamente 5% do sistema socioeducativo. "Essa iniciativa demonstra o nosso compromisso em garantir um atendimento qualificado e diferenciado, considerando as necessidades específicas dessa população," afirmou Cyrillo.

Evento de Inauguração
A inauguração contou com a presença de várias autoridades, incluindo o juiz José Roberto Poiani, da Vara da Infância e Juventude da comarca de Uberlândia; o promotor de Justiça André Tuma; e Alexandre Rocha, diretor executivo do Polo de Evolução das Medidas Socioeducativas (Pemse), parceiro da Sejusp na execução da Semiliberdade no Estado.
Fonte: AgenciaMinas

댓글


bottom of page