top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Onda de calor já começa a atingir Minas Gerais, com BH podendo atingir máxima de 35°C

Previsão é que temperaturas na capital, por exemplo, cheguem a patamares até 7°C acima da média de março durante o final de semana.


Mais uma onda de calor chega nos próximos dias em MG. (Maurício Vieira / Hoje em Dia)
A onda de calor que atinge as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil já está aumentando as temperaturas em algumas regiões de Minas Gerais. Em Belo Horizonte, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a onda deve começar a ser sentida a partir de sexta-feira (15).

Embora a onda de calor só comece na capital na sexta, as temperaturas já começam a subir em Belo Horizonte nesta quinta (14). A máxima prevista é de 33°C ao longo desta tarde.

A onda de calor deve durar até a próxima segunda-feira (18) na capital mineira. As máximas devem ficar na casa dos 35°C até domingo (17), as mais altas registradas em BH neste ano, e nos 34°C na segunda.

"Será um calor desconfortável, com sensação de abafamento, principalmente na parte da tarde e até à noite. Chuva mesmo só deve voltar na próxima semana", explicou Claudemir Azevedo, meteorologista do Inmet em BH.

Uma massa de ar seco ganha força, associada a um sistema de alta pressão que está sobre o estado. A umidade do ar vai começar a cair e, se houver registro de chuva, serão pancadas rápidas e isoladas.

Em Minas, a onda de calor já começou a ser sentida no Triângulo, Zona da Mata, Sul e Oeste do estado.

Como se forma uma onda de calor?


As ondas de calor precisam de dois principais fatores climáticos para a sua formação:

  • Massas de ar quente e seco

  • Bloqueios atmosféricos


Esse fenômeno ocorre quando as massas de ar quente e seco ganham força quando encontram um bloqueio atmosférico. Os bloqueios atmosféricos são um tipo de circulação de ventos no alto da atmosfera que impedem o avanço das frentes frias.

Nesse cenário, as frentes frias se formam, tentam avançar, mas encontram um bloqueio, o que as leva diretamente para o oceano. Assim, a massa de ar quente no continente vai ficando cada vez mais forte, gerando uma onda de calor.

FONTE:G1

Comments


bottom of page