top of page
1e9c13_a8a182fe303c43e98ca5270110ea0ff0_mv2.gif

Organizadas de Atlético-MG e Cruzeiro são banidas pelo MPMG após morte de torcedor em briga

Proibição para torcida do Atlético-MG é por dois anos, e do Cruzeiro vai até 2028


Briga entre torcedores de Cruzeiro e Atlético-MG deixam um morto e feridos em BH — Foto: Reprodução
As torcidas organizadas Galoucura, do Atlético-MG, e Máfia Azul, do Cruzeiro, foram temporariamente banidas pelo Ministério Público de Minas Gerais, conforme anunciado nesta segunda-feira. A medida vem em resposta à morte de um torcedor ocorrida no último sábado. O banimento é válido por dois anos e proíbe essas torcidas de frequentarem estádios no território nacional e seus arredores nos dias de jogos, dentro de um raio de cinco mil metros.

A Galoucura, que havia retornado de uma punição de um ano, seguida de outra de três meses em 2022 e 2023, está temporariamente banida até 4 de março de 2026. Enquanto isso, a Máfia Azul, banida temporariamente até março de 2026, cumprirá o novo banimento entre 15 de março de 2026 e 15 de março de 2028.

Conforme determinação do Ministério Público de Minas Gerais, o banimento temporário implica na proibição do uso, porte e exibição de qualquer indumentária, faixa, bandeira, instrumento musical ou objeto que possa caracterizar a presença da torcida nos estádios ou em seus arredores nos dias de jogos. O não cumprimento acarreta em multa de R$ 50 mil.

A medida, de acordo com o MP, é tomada em respeito aos princípios do contraditório e ampla defesa. Após o exercício e análise do direito de defesa das torcidas em até trinta dias, a medida será novamente avaliada, podendo ser confirmada ou revogada.

O cumprimento da recomendação requer ratificação por parte da Federação Mineira de Futebol, devendo ser publicada nos sites da entidade e da Confederação Brasileira de Futebol, especificando que se trata de uma Resolução das entidades organizadoras dos campeonatos de futebol que envolvem o Cruzeiro Esporte Clube e o Clube Atlético Mineiro.

Recentemente, Atlético e Cruzeiro acordaram que o clássico será disputado com torcida única até o final de 2025.

A briga no sábado


Um cruzeirense de 28 anos foi morto em uma briga, no último sábado, entre torcedores de Atlético e Cruzeiro, na Avenida Tereza Cristina, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte. Outros três homens ficaram feridos.

As duas torcidas se encontraram por volta de 14h30 na via e entraram em confronto. Segundo informações iniciais da Polícia Militar (PM), três vítimas foram baleadas. Outra foi atingida com uma pancada na cabeça.

O motoboy Lucas Elias Vieira Silva chegou a ser encaminhado para o Hospital Santa Rita, mas não resistiu. Policiais militares dispersaram os torcedores. Dois suspeitos foram presos.

Os dois times jogaram em Belo Horizonte no mesmo horário neste sábado, pelo Campeonato Mineiro. O Cruzeiro enfrentou o Uberlândia no Mineirão, e o Atlético, o Ipatinga, na Arena MRV.

Kommentare


bottom of page